O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, pretende tomar uma medida, que diante do cenário político brasileiro, não será bem vista pela população, e que possivelmente vai trazer mais desgaste, ao já enfraquecido Governo Dilma. De acordo com o Jornal Folha de S. Paulo, o governo decidiu que vai trocar a diretoria-geral da Polícia Federal em até 30 dias.

Governo quer mudar a diretoria-geral da Polícia Federal

Eugênio Aragão, ministro da Justiça, tem 30 dias para apresentar ao planalto, nomes para a substituição do então diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, que ocupa o cargo desde de 2011.

A situação do diretor da PF ficou insustentável depois da liberação das gravações dos grampos feitos à vários telefones ligados ao ex-presidente Lula.

Em uma destas gravações, a conversa entre a presidente Dilma e Lula citando um documento referente a posse do ex-presidente como ministro chefe da Casa Civil, foi amplamente divulgada pela imprensa. Segundo investigações da Lava Jato, o diálogo deixa transparecer a intenção da presidente Dilma em blindar Lula de um possível mandato de prisão pela justiça comum.

Dilma nega que a gravação feita, segundo ela ilegalmente, tenha algum cunho de blindagem.

Por causa principalmente deste vazamento, Leandro Daiello, perdeu de vez toda a confiança do Planalto.

Aragão chegou causando polêmicas

Em uma entrevista concedida Folha e publicada no sábado (19), Eugênio Aragão, deixou muita gente irritada, quando afirmou que em caso de novos vazamentos, trocaria toda a equipe da Polícia Federal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Lava Jato

Esta afirmação foi rebatida imediatamente pela Associação dos Delegados de Polícia Federal - ADPF. O presidente da entidade, Carlos Miguel Sobral, disse que enxerga nesta ação a intenção do governo de acabar com a Operação Lava Jato e de impedir que Sérgio Moro, continue a frente das investigações.

O ministro da Justiça comanda a Polícia Federal?

O diretor-geral da PF é subordinado ao ministro da Justiça, entretanto é preciso deixar claro que a Polícia Federal tem autonomia de atuação, por parte de seu comandante.

A constituição dá a Justiça, a condição de determinar as diretrizes da PF e a previsão orçamentária.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo