O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, aceitou no dia de hoje (16) o convite feito pela presidente Dilma Rousseff para retornar ao Governo, se tornando ministro da Casa Civil.

Na noite de ontem, terça-feira (15), o ex-presidente reuniu-se com Dilma Rousseff por mais de quatro horas e pediu mais tempo para analisar o convite.

Na manhã desta quarta-feira os dois tiveram um longo encontro, que terminou com Lula aceitando a oferta da presidente. Nesse encontro, para o "acerto", estavam também presentes Jaques Wagner, que deixa o comando e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa.

Wagner será a partir de agora Chefe de Gabinete da presidente Dilma Rousseff e comandará o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, conhecido como Conselhão.

José Guimarães (CE), líder governista na Câmara dos Deputados postou em seu Twitter a notícia de que Lula entra para substituir Jaques Wagner (PT) - essa informação foi confirmada pelo gabinete do agora ex-ministro da Casa Civil.

O caminho até a Casa Civil

Essa decisão de Lula, de aceitar a oferta para ser ministro, chega pouco mais de uma semana após o ex-presidente ter sido chamado para depor na fase 24 da Operação Lava Jato, e o cargo chega como forma de dar ao ex-presidente foro privilegiado nas investigações.

A tentativa de Dilma em convencer Lula a aceitar o ministério é visto como um último esforço para tentar evitar a abertura do processo de impeachment.

Lula assume ministério da Casa Civil com condições

O ex-presidente Lula impôs condições para aceitar o cargo de ministro, uma delas é o pedido de autonomia para articular politicamente com a base aliada e a outra condição é de que haja mudanças na Política econômica para que se garanta a retomada do crescimento. Há uma certa preocupação com essa última medida, pois ela pode demandar a venda de reservas internacionais, bem como forçar a queda dos juros e a liberação de mais crédito na economia.

Uma nova equipe deve entrar no governo, junto com a entrada do petista.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula Governo

Nomes como Celso Amorim para Relações Exteriores e Ciro Gomes já estão sendo cogitados pelas petistas. Acredita-se também que Aloizio Mercadante seja substituído na Educação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo