­­­­­­Depois de virar notícia principal em todos os jornais nacionais e internacionais, quando foi obrigado a depor na Polícia Federal na última sexta-feira (4), o ex-presidente Lula teve seu nome mais uma vez envolvido em um escândalo. O Ministério Público de São Paulo o denunciou à Justiça nesta quarta-feira (9), por estelionato, falsidade ideológica, além de lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá. Lula nega todas as acusações.

O autor da denúncia, o promotor Cássio Conserino, disse que o ex-presidente ocultou ser o dono do apartamento, que está registrado em nome da OAS, uma das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

A denúncia tem 200 páginas e envolve além do ex-presidente, a ex-primeira dama Marisa Letícia e Fábio Luís Lula da Silva (Lulinha), que também foram denunciados por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Completam a lista ainda Léo Pinheiro, da OAS, e João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT e outras 11 pessoas.

Em defesa, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, afirmou que o promotor foi imparcial e que tinha apenas a intenção de manchar a imagem do seu cliente, mesmo sabendo de sua total inocência.

O caso segue sob segredo de justiça, e Lula e as outras 15 pessoas, só se tornarão réus, caso o juiz aceite a denúncia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

Aécio Neves é citado novamente em delação

Já citado por vários delatores da Lava Jato, o senador do PSDB-MG Aécio Neves foi mais uma vez delatado em depoimento do senador Delcídio Amaral, que nominou ainda outros quatro como beneficiários dos desvios da Petrobras, Renan Calheiros (PMDB-AL), Edison Lobão, (PMDB-MA), Romero Jucá (PMDB-RR) e Valdir Raupp (PMDB-RO). Todos já apontados como beneficiários do esquema, porém duas das acusações contra Aécio já foram arquivadas.

Publicidade

Todos os citados negaram a participação em irregularidades, assim como a defesa de Delcídio que negou as citações. “Nego o conteúdo e a origem da delação. Não há citação a nenhum senador, desconhecemos. Não reconhecemos nenhum documento que está sendo divulgado. Estão divulgando documentos falsos, de origem desconhecida e manipuladora”, disse o advogado de Delcídio, Antonio Figueiredo Basto.

 

 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo