De acordo com o placar do jornal O Estado de São Paulo, apenas quatro dos 20 membros indicados para a comissão especial do Impeachment da presidente da República Dilma Rousseff, no Senado Federal, são contrários ao afastamento da petista do comando do Palácio do Planalto. Ainda segundo os cálculos divulgados pelo “Estadão”, 14 membros se declaram totalmente a favor do impeachment de Dilma e apenas dois parlamentares se colocam como indecisos.

Os indecisos são: o senador Wellington Fagundes (PR do Mato Grosso), e o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB da Paraíba). Os quatro senadores membros da comissão especial que se declaram contra o impeachment de Dilma Rousseff são: os petistas Lindbergh Farias (Rio de Janeiro), Gleisi Hoffmann (Rio Grande do Sul) e José Pimentel (Ceará), além da senadora Vanessa Grazziotin (PC do B do Amazonas).

Dentre os 14 senadores membros da comissão, que apoiam o impeachment da presidente da República, tem destaque o nome de Antonio Anastasia (PSDB de Minas Gerais), que será, inclusive, o relator, responsável pelo parecer final sobre o pedido de afastamento de Dilma Rousseff.