O ex-governadorCid Gomes(PDT) trabalha cada vez mais intensamente em defesa de Dilma e contra o Impeachment. Desta vez, o ex-ministro da Educação assume diretamente um lugar dentro do Governo do estado do Ceará, ao lado do atual governador e seu sucessor, Camilo Santana. Repetindo o mesmo estilo adotado em Brasília, onde o ex-presidente Lula pratica umagovernança paralela a Dilma na defesa de seu mandato, o ex-governador vai mais além e chega a despachar com o atual, no Palácio da Abolição, sede do governo cearense.

Cid Gomes decidiu atuar mais intensamente ao lado de Camilo, com o único objetivo de trabalhar contra o impeachment deDilma. Ele tem sido responsável pelas principais reuniões com parlamentares cearenses que fazem parte da bancada cearense na Câmara. O ex-governador quer aumentar a vantagem de Dilma. E, para isso, tem liderado pessoalmente convocações e acordos com este objetivo.

O intenso trabalho de Cid já rendeu bons resultados.

De acordo com os números apresentados para a presidente, na última sexta-feira, dia 1º, a contagem era de 15 deputados cearenses contra o processo, e 7 a favor. O ex-ministro demonstrou que, aparentemente, conseguiu reverter o placar anterior que era de 11 contra e 8 a favor. Ele ainda conseguiu zerar o total de indecisos a seu favor, que eram três.

Lado a lado, com o ex-governador durante as discussões, o atual governador, Camilo Santana, calava-se sempre frente ao seu antecessor e padrinho político.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Governo

Cid comandava as falas e desmontava com maestria as resistências e argumentos de seus interlocutores mais resilientes. Como resultado, construiu o placar a seguir e que estará em plenário federal para defesa do mandato de Dilma.

Contra o impeachment,votarão os seguintes deputados do PDT: Ariosto Holanda, Leônidas Cristino, Vicente Arruda; do PT: José Guimarães, Luizianne Lins, José Airton. Para o PP: Paulo Henrique, Macedão; do PTB: Arnon Bezerra.

PRB: Pastor Ronaldo; do PC do B, temos Chico Lopes; Gorete Pereira, do PR; Odorico Monteiro, do PROS; Domingos Neto do PSD; e Aníbal Gomes, do PMDB.

A favor do impeachment:Moroni Torgan, do DEM; Raimundo Matos, PSDB; Cabo Sabino, do PR; Danilo Forte, PSB. Pelo PMDB, temos Vitor Valim e Moses Rodrigues e Genecias Noronha, do Solidariedade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo