Apouco menos de uma semana para a votação do processo de Impeachment da presidenta Dilma Roussef, dezenas de manifestações acontecem no país. Muitos dos brasileiros pedem pela permanência de Dilma Rousseff e são contra o pedido de impeachment acolhido por Eduardo Cunha - PMDB.

Manifestantes contra o impeachment lotam as ruas da Lapa

No dia 11 de abril, foi a vez da população do Rio de Janeiro se manifestar. Várias pessoas se reuniram na Lapa, na Fundição Progresso. Diversas pessoas discursaram, houve música e apresentações culturais.

Chico Buarque e o ex-presidente Lula falaram para milhares de brasileiros que lotaram as ruas da Lapa. Confira parte do discurso de Lula:

Desde o dia 17 de março, os manifestantes contra o impeachment ocupam as ruas em todo o país. Durante quase um mês, dezenas de manifestações com pautas diversificadas estamparam as ruas do Brasil. Os manifestantes pedem atenção para a educação e uma saúde de qualidade, marca histórica da Política no Brasil. Além destas bandeiras, o povo brasileiro que vai às manifestações, organizadas por diversas lideranças como a Central Única do Trabalhador - CUT, a favor da democracia, alegam que o impeachment é um golpe político.

E contra esse golpe, milhões de pessoas ocupam cidades, praças e instituições, alertando o governo sobrequais são os desejos do povo brasileiro, que elegeu democraticamente uma presidente. Essa força foi comprovada nas recentes pesquisas divulgadas pelo Datafolha, onde o movimento pela derrubada de Dilma Rousseff recuou cerca de 10%.

Michel Temer é apontado como o substituto, caso a presidenta Dilma Rousseff seja afastada. Na pesquisa divulgada pelo DataFolha, o vice-presidente aparece com 60% dos entrevistados, que pedem sua renúncia.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Lula

Até o dia 17 de abril, outras diversas manifestações estão marcadas em todo o país. Grande parte do povo brasileiro ocupa as ruas a favor da democracia e contra o impeachment. Como a pauta de reforma política é plural, as manifestações contra o impeachment são a favor de reformas estruturais na política. Hoje, mais de 10escolas públicas no Rio de Janeiro são ocupadas por jovens secundaristas que pautam mudanças no sistema de educação estadual.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo