A juíza Luciana Raquel Tolentino de Moura, da 7ª Vara da Justiça Federal de Brasil, suspendeu a nomeação do Ministro da Justiça Eugênio Aragão, que foi empossado no dia 17 de março. A decisão tem validade imediata, mas pode ser revestida através de um recurso no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), com sede em Brasília. A AGU - Advocacia-Geral da União, vai recorrer segundo informações internas.

No despacho, a juíza menciona trecho da Constituição que proíbe membros do Ministério Público de assumir cargos no Executivo. Aragão se licenciou do posto de subprocurador-geral da República para assumir o cargo de Ministro da Justiça no governo. A juíza Luciana de Moura considerou que a nomeação só poderia ocorrer se Aragão se desvinculasse definitivamente do MP, com exoneração ou aposentadoria, "a fim de se preservar a independência da instituição Ministério Público".

Esta semana será decisiva para a presidente Dilma. pois, no domingo dia 17, a Câmara de Deputados vai votar o processo de Impeachment, e, caso haja 342 votos ou mais (dois terços dos deputados), o processo vai para o Senado, onde metade mais um são necessários para derrubar a presidente do cargo. Ela pretende questionar o impeachment no STF, tentando, assim, se livrar do processo. Michel Temer está articulando um novo governo, e o fato de hoje, da suspensão do Ministro Eugênio Aragão, é mais um problema para a presidente resolver.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Política

Tudo isso serve como armas para o vice-presidente Temer usar contra a Dilma na votação do dia 17. Hoje, também começou outra fase da operação Lava Jato que culminou com a prisão de Gim Argello (PTB -DF), visto como amigo da presidente e uma pessoa queela gostaria de ver atuando no TCU (Tribunal de Contas da União). São vários fatores que estão complicando ainda mais o cenário político no país. O governo continua a tentar a salvação e o ex-ministro Cid Gomes entrou com um pedido de impeachment contra Michel Temer .

O quadro político é realmente grave e tudo leva a crer que, nos próximos dias e semanas, o país vai vivenciar um momento histórico: uma possível queda de uma presidente, que tem alta taxa de rejeição, com vários processos contra ela e vários aliados, escândalos na Petrobrás e um quadro econômico caótico causado por toda essaturbulência Política e econômica. Tudo começa a se definir a partir do dia 17 de abril.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo