As principais centrais sindicais do País devemse reunir nessa segunda-feira (30) para definir propostas para areforma da Previdênciaque serão apresentadas ao Governo. A decisão veio após a reunião dos ministros do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e da Casa Civil, Eliseu Padilha,com os líderes da UGT (União Geral dos Trabalhadores), CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e Força Sindical no último dia 18.

Ascentrais sindicaissão contrárias à fixação de uma idade mínima para aposentadoria e decidiram apresentar alternativas que poderão ser anexadas ao projeto que será levado ao Congresso para votação. Segundo a Folha de S.Paulo, no último dia 20os sindicalistas decidiram manteras propostas do Fórum das Centrais, que defende afórmula 85/95 (soma da idade com o tempo de contribuição) sem progressividade.

Para as lideranças sindicais seria necessário que o governo investisse na arrecadação para equilibrar as contas da Previdência, que possui um déficit de R$ 136 bilhões. Ainda de acordo com a Folha, uma das propostas para equilibrar as contas, defendida pela Força Sindical, seria a liberação dos jogos de azar. Já a UGT, segundo seu presidente, Ricardo Patah, em declaração à Rede Brasil Atual,teria uma proposta de reforma tributária relacionada ao uso da CPMF para o fundo previdenciário.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo