A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) poderá denunciar o governador Simão Jatene por crime de responsabilidade - violações de agentes públicos. Ele é acusado de descumprir a liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu o pagamento de pensões a ex-governadores, entre os quais o próprio Jatene. A afirmação foi feita pelo presidente da Seccional da OAB do Pará, Alberto Campos. Segundo ele, o caso, se comprovado, também poderá motivar o crime de improbidade administrativa.

Na última sexta-feira, a OAB/PA enviou ofício à Procuradoria Geral do Estado (PGE), para que ele informe se tais pensões continuam, de fato, a ser pagas. Segundo o documento, há indícios de que isso vem ocorrendo, tendo em vista os últimos demonstrativos de Remuneração do Estado. Não foi fixado prazo para a resposta, mas Campos lembrou que os prazos em processos administrativos são de 30 dias. O ofício da OAB foi motivado por uma reportagem publicada pelo blog "Perereca da Vizinha", mostrando o possível descumprimento da liminar.

Liminar

A pensão vitalícia para ex-governadores foi estabelecida pelo artigo 305 da Constituição do Pará. Mas, em 2011, o Conselho Federal da OAB ajuizou, no STF, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4552, pedindo o fim desse privilégio. O julgamento da ADI foi iniciado ainda em 2011, já que havia um pedido de liminar da OAB para suspender imediatamente a eficácia do artigo 305 e, portanto, o pagamento dessas pensões, até que o STF aprecie o mérito da questão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corrupção

Na época, o julgamento foi interrompido porque um dos ministros do STF pediu vistas do processo.

Mas, em abril do ano passado, ao retomá-lo, o tribunal decidiu conceder a liminar. Mesmo assim, segundo os demonstrativos de Remuneração do Estado, que se encontram no portal estadual da Transparência, o Governo do Estado continuou pagando essas pensões. As pensões consumiriam R$ 305,5 mil por mês, ou quase R$ 4 milhões por ano, incluindo o décimo terceiro, porque, além de ex-governadores, também são beneficiadas viúvas de ex-governadores.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo