O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na noite da última segunda-feira (6), de um ato em favor das instituições públicas realizado no Rio de Janeiro. Lula fez um discurso polêmico e contraditório, no qual criticou Michel Temer, reconheceu que Dilma cometeu erros quando governava e que ele próprio já está na idade de se aposentar da carreira Política.

Em relação a sua provável candidatura, disse que ainda é muito cedo para pensar em candidatura, respondendo ao público que gritava: “volta, volta, volta”.

Mas ele sinalizou que talvez não dispute a presidência nas eleições de 2018,afirmando que existe muita gente nova e boa no cenário político brasileiro (citou Fernando Haddad e o ex-ministro Jaques Wagner) e que talvez ele não sirva mais para se candidatar, pois já está na idade de se aposentar.

Lula criticou Temer e disse que presidente interino deixou Dilma sem comida

Em seu discurso, o ex-presidente também criticou a gestão de governo de Michel Temer e tentou lembrar de vários fatos que ocorreram em sua gestão na presidência.

Ele também lembrou do corte dos depósitos que serviam para custear despesas do Palácio do Alvorada e disse que Temer deu um golpe ao cortar até o almoço de Dilma.

“Ele jamais tinha o direito de fazer o que fez. Ele cortou até o almoço de Dilma. Amanhã teremos que comer marmitex. Mas eles não vão conseguir impedir que nós andemos esse país denunciando o que temos que denunciar.”

Em relação ao possível retorno de Dilma Rousseff, ele defendeu a presidente afastada, alertando que Dilma deve voltar para “corrigir os equívocos” que foram cometidos por ela mesmo nos últimos anos.

“Não estou dizendo que a Dilma não cometeu equívocos. Sim, ela cometeu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Michel Temer

E nós queremos que ela volte exatamente para corrigir os erros que nós cometemos.”

Lula disse que foi o presidente que mais investiu em Ciência e Tecnologia na Petrobras

Lula não quis entrar no mérito da questão das investigações da Operação Lava Jato e nem das operações de busca e apreensão que são feitas pela Polícia Federal. Disse apenas que os petroleiros brasileiros vivem hoje uma situação de humilhação, pois são submetidos a viver de tal forma.

Ele disse também que tem muito orgulho de ter sido o presidente que mais investiu na recuperação da indústria naval e na área de Ciência e Tecnologia na maior empresa estatal brasileira, a Petrobras.

Ao final de seu discurso, ele disse que aqueles que pertencem a "elite brasileira" jamais aceitaram a Petrobras desde os tempos de Monteiro Lobato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo