Na quarta-feira (8), a defesa de #Dilma Rousseff solicitou perícia nos relatórios de contas entregue pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Embora o relator Antônio Anastasia (PSDB-MG) tenha sido favorável, os senadores, em votação, rejeitaram o pedido e José Eduardo Cardozo, advogado de Dilma Rousseff, prometeu recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesta segunda-feira (13), o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, deu parecer favorável ao pedido dos advogados de defesa do #Impeachment para a realização da perícia técnica nos quatro decretos e no repasse do Plano Safra, ambos referentes ao ano de 2015, para produção de provas.

Serão designados três técnicos do Senado para compor a junta de peritos. São eles: Diego Prandino Alves e João Henrique Pederiva, da Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle, e Fernando Álvaro Leão Rincon, diretor da Secretaria de Finanças, Orçamento e Contabilidade do Senado. 

Lewandowski deu prazo de 10 dias para a conclusão da perícia. Senadores terão que apontar, em 48 horas, quais são os objetos da análise e indicar peritos assistentes. A partir dessa data inicia-se a contagem do prazo para a conclusão.

Testemunhas

Durante a reunião da comissão do impeachment, na manhã desta segunda-feira (13), o relator da comissão, Senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) deu parecer favorável à dispensa de quatro testemunhas para acelerar o trabalho da comissão.

Em meio a muito bate-boca, foram dispensados Marcus Pereira Aucélio, ex-subsecretário de Política Fiscal do Tesouro Nacional; Esther Dweck, ex-secretária da Secretaria de Orçamento e Finanças; Marcelo Saintive, ex-secretário do Tesouro Nacional; e Marcelo Amorim, ex-coordenador-geral de Programação Financeira do Tesouro Nacional. 

As duas testemunhas ouvidas nesta terça-feira (14), o secretário de Controle Externo do TCU, Tiago Alves Dutra e o secretário de Macroavaliação Governamental do TCU, Leonardo Rodrigues Albernaz, afirmaram que houve "pedalada".

Os melhores vídeos do dia

Foram marcadas reuniões da comissão do impeachment para todos os dias desta semana. #Corrupção