A Procuradoria Geral da República, representada pela pessoa de Rodrigo Janot, recomendou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que seja enviada ao juiz da primeira instância de Curitiba, Sérgio Moro, a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a tentativa de obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

Na denúncia, Lula é acusado de tentar evitar que o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró fizesse acordo de delação premiada.

Segundo o Jornal Folha de São Paulo, nos próximos dias o ministro Teori Zavascki deverá acatar o pedido de Janot e enviar as investigações relativas ao ex-presidente ao juiz Sérgio Moro.

Denúncia também inclui o ex-senador Delcídio do Amaral

O ex-líder do PT no Senado, Delcídio do Amaral (sem partido - MS), também é um dos acusados na tentativa de obstrução das investigações da Operação Lava Jato.

A denúncia de Lula e Delcídio aconteceu logo no início de maio.

Na época, Delcídio ainda era senador da República e por esse motivo, tinha foro privilegiado e só poderia ser investigado por ministros do Supremo Tribunal Federal.

Os outros envolvidos nas investigações são o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, o pecuarista e amigo de Lula, José Carlos Bumlai e seu filho, Maurício Bumlai.

A acusação diz que os cincos envolvidos no esquema tentaram comprar o silêncio de Cerveró, pagando a ele uma quantia de R$ 250 mil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

Lula ainda terá que responder a outros três inquéritos

O ex-presidente ainda terá que responder a outros três inquéritos. O primeiro inquérito aberto acusa Lula de ser proprietário de um sítio em Atibaia, o segundo sobre o tríplex do Guarujá e o terceiro, o maior inquérito da Operação Lava Jato, que investiga diversos políticos, doleiros, empresários, lobistas e ex-ministros por praticar crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e Corrupção.

Com a palavra a assessoria de Lula

A assessoria de imprensa do Instituto Lula respondeu que o ex-presidente Lula já esclareceu ao Ministério Público que todas as afirmações do réu confesso, Delcídio do Amaral, são falsas, e que Lula “sempre agiu conforme determina a lei”.

Em relação à denúncia apresentada por Rodrigo Janot, a assessoria afirmou que Lula também já respondeu os questionamentos da denúncia no dia 27 de maio, perante o Supremo Tribunal Federal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo