O deputado Jair Bolsonaro recebeu o apoio de centenas de pessoas no Rio de Janeiro nesse domingo, 3. As manifestações começaram logo pela manhã e, na Barra da Tijuca, houve a presença de Jair e do seu filho e deputado estadual, Flavio Bolsonaro.

Os eventos foram organizados pela internet nas duas últimas semanas, quando o STF decidiu acatar a denuncia feita por Maria do Rosário e rejeitar uma denúncia de Aécio Neves contra Jandira Feghali.

A Manifestação no Rio

Em uma manhã de sol, diversas pessoas saíram às ruas trajando camisetas do Brasil ou com a foto e nome do deputado estampada. Sob gritos de 'mito' e 'presidente', o deputado federal foi ovacionado pelos presentes, realizando um discurso e ouvindo algumas pessoas discursarem a seu favor.

Abaixo segue um vídeo que foi transmitido ao vivo pelo parlamentar e que mostra o grande número de pessoas que dedicaram a manhã de domingo para apoiá-lo.

Manifestação em São Paulo

Na capital paulista outrascentenas de pessoas percorreram algumas vias da cidade em protesto contra a ação do Supremo Tribunal Federal. No evento estavam presentes alguns lideres de movimentos democráticos de direita, bem como o filho de Jair Bolsonaro e também deputado federal, Eduardo Bolsonaro.

Manifestações pelo Brasil

Em diversas cidades brasileiras ocorreram manifestações favoráveis ao deputado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política

Logo pela manhã a procuradora de justiça aposentada e advogada Beatriz Kicis liderou uma manifestação que aconteceu em frente ao prédio do STF, em Brasília. Na ocasião ela gravou um vídeo e falou que a decisão do Supremo fere diretamente o princípio da imunidade parlamentar, previsto há quase trinta anos pela Constituição Federal.

Decisão do Supremo e do Conselho de Ética

No STF o deputado responderá pelo suposto crime de 'incitação ao estupro', após responder a uma provocação de Maria do Rosário de que 'não a estupraria porque ela não merecia'.

O político foi chamado de estuprador pela deputada antes de conferir a polêmica resposta.

Segue o vídeo da discussão:

No Conselho de Ética a mesa acatou denuncia do PV sobre uma suposta quebra de decoro dodeputado, ao ter dedicado o seu voto, no processo de impeachment, ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra. O coronel citado foi uma das pessoas que lutaramcontra a implantação do comunismo no Brasil.

Na mesma data, o deputado foi cuspido pelo também deputado Jean Wyllys, que possui um pedido de cassação aguardando decisão do mesmo conselho.

Alguns deputados também homenagearam Lamarca e Marighella, que participaram de lutas armadas contra os militares para tentar implantar o comunismo no país.Tanto o processo do STF, quanto o do CEC, batem no mesmo pressuposto legal da imunidade parlamentar. Não há data oficial para o julgamento.

Veja o vídeo da votação do impeachment:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo