Algo diferente vem sendo observado na essência dos discursos do ex-presidente Lula ao mencionar o governo Temer. Segundo informações do site de notícias "MSN", o petista, apesar de disseminar o pensamento crítico, ou seja, "ataca o seu opositor", reconhece que, futuramente, deve ceder aos diálogos com o peemedebista.

As especulações apontam que o militante resolveu modificar o tom dos pronunciamentos perante o seu eleitorado, em decorrência das incertezas que possam ocorrer no governo petista. Na verdade, o ex-presidente aborda, de forma cautelosa, possibilidades de sair dos conflitos que possam transcorrer após a decisão final do processo de 'impeachment', da presidente afastada Dilma Rousseff.

Diante das circunstâncias, as mudanças dos discursos podem ter relevância, uma vez que Lula já faz alusão a conversas com o presidente interino Michel Temer, analisando hipóteses para estreitar espaços com intuito de uma relação de coleguismo com o PMDB.

O contexto ainda traz outra situação referente à nova postura do ex-presidente, quepode ter sido influenciada pelo comentário de Temer, conforme estabeleceu a coluna painel da "Folha de S. Paulo", sobre a busca incessante de alianças para com a oposição, a fim de facilitar aprovações das pautas delicadas no Congresso Nacional.

Entretanto, para a convocação de Lula, com a finalidade de assessorar ou complementar equipe de governo vale ressaltar que o Partido dos Trabalhadores (PT) segue administrando índices de pesquisas que apontam a reprovação do governo petista.

Portanto, o momento merece cautela, pois, mesmo com a possível escolha do ex-presidente, ainda há outro agravante que anda tirando o sono do petista e mobilizando milhares de brasileiros pelo país, os quais reivindicam o fim da corrupção e, diga-se de passagem, o nome do ex-presidente está vinculado às investigações da operação Lava Jato.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Lula

Entenda as acusações

Lula vem sendo alvo de delatores que aceitaram colaborar com a Justiça, por intermédio do benefício de delação premiada. As revelações acusam o petista de participação no esquema fraudulento da Petrobras. O mais curioso foi que algumas delações foram realizadas até por militantes petistas que estão em situação desfavorável, ou seja, encontram-se presos e condenados no Complexo Carcerário de Pinhais, no Paraná.

As investigações estão sendo realizadas pela força-tarefa do Ministério Público Federal do Paraná, em consonância com os integrantes da Operação Lava Jato, que investigam a maior fraude de corrupção na Estatal.

A ação está sob o comando do juiz Federal Sérgio Moro, da 13ª Comarca de Curitiba.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo