A poucas semanas do julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff, a rede televisão Al Jazeera, principal veículo de comunicação do mundo árabe, publicou em seu site, no último sábado (2), uma entrevista com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na qual o mesmo é questionado sobre a validade do impedimento à candidata eleita por voto.

Com o título “Is Brazil's Dilma Rousseff a victim of a coup?” – que, em tradução livre, significa “Dilma Rousseff é vítima de um golpe?” – a entrevista foi conduzida por Mehdi Hasan, jornalista britânico que apresenta o programa “UpFront” na emissora.

“O maior e mais rico país da América Latina, o Brasil, está em uma maciça crise econômica e Política”, define Hasan ao abrir a entrevista.

Fernando Henrique afirma que o processo de impeachment de Dilma é, de fato, legal, pois a presidente “agrediu a constituição em questões fiscais e usando dinheiro sem autorização do Congresso”. Rapidamente, o apresentador devolve a afirmação de FHC questionando se o que fez o ex-presidente em 2001 e 2002 também não foi “crime político”. “Você é acusado de ´pedalar’ em torno de US$ 300 milhões ao ano”, argumenta.

APOIO QUESTIONÁVEL

Em seguida, Hasan questiona a credibilidade dos líderes que encabeçaram o impedimento à presidente. Ele cita a inelegibilidade do presidente em exercício Michel Temer e os milhões de reais recebidos em propina por Eduardo Cunha e Renan Calheiros. “Algum desses têm credibilidade para impedir Dilma?”, pergunta. Logo após, Fernando Henrique é questionado se também apoia um possível impeachment do atual presidente, que teve o nome ligado ao escândalo da Petrobras. “Não há base política para isso”, responde.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Política

Ainda sobre o desvio de dinheiro ocorrido no escândalo da Petrobras, FHC se irrita ao ser questionado se “alguém no seu partido [PSDB] recebeu a quantia de US$ 100 milhões”. “Não! E eu protesto! Isso é mentira”, esbraveja o ex-presidente em frente ao computador.

Gravações

O tema da questão seguinte de Hasan foi a conversa gravada em que o ministro Romero Jucá “basicamente conspira para tirar Dilma e colocar Temer”. “O processo está em andamento, a justiça é independente e eles estão fazendo o que precisa ser feito”, minimizou o ex-presidente.

Fernando Henrique finaliza dizendo que “é uma pena a que o governo Brasil tenha sido minado pela corrupção”. “Eu preferia ter uma nação melhor para mostrar ao mundo”, conclui.

Assista a uma versão legendada da entrevista:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo