Nos últimos dias, vem ganhando força uma possível nomeação do juiz federal Sérgio Moro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Vários governadores e ministros estão apoiando essa ideia, mesmo que seja algo arriscado para muitos políticos envolvidos na Lava Jato. O presidente interino Michel Temer está sendo aconselhado a indicar Moro, se confirmara possibilidade de uma vaga na Corte Suprema, devidoa aposentadoria do ministro Celso de Mello.

Sérgio Moro sempre teve o sonho na vida de se tornar um ministro do STF, e a nomeação de Temer seria um presente para a maioria dos brasileiros, e em especialmente para o juiz. Moro. Em seus discursos, ele não demonstra nenhum interesse em ser candidato à Presidência, e recusou vários convites e propostas, porém, participar da Corte Suprema seria algo relevante e importantíssimo em sua vida.

PEC da Bengala

Um dos empecilho para a nomeação de Moro seria a PEC da Bengala.

Essa PEC estendeu os mandatos dos juízes, aumentando a idade limite para a aposentadoria compulsória. O que antigamente era 70 anos para se aposentar, foi aumentado para 75, porém, há rumores de que Celso de Mello se aposente com 70 anos, antecipando, assim, a sua aposentadoria. O magistrado realiza trabalhos no Poder Judiciáriohá mais de 47 anos.

Celso de Mellorevelou que gosta muitode trabalhar e sempre se dedicou aos serviços do Judiciário, e ressaltou que ainda não tem uma definição concreta do seu futuro em relação à sua aposentadoria, mas que está pensando a respeito do assunto.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Michel Temer

Lava Jato

Nesta segunda-feira(4), foi deflagrada nova Operação da Lava Jato, em que um ex-tesoureiro do PT se tornou alvo novamente. A Operação, chamada de "Abismo", está investigando desvios no centro de pesquisa da Petrobras, local que são feitos estudos sobre a exploração de águas profundas. A Operação conta com o apoio da PolíciaFederal e busca apurar fraudes em processo licitatório e pagamento de propinas.

Segundo a PF, é investigado também recursos públicos indevidos e desviados para partidos políticos.

O nome "Abismo" se refere às tecnologias de exploração de gás e petróleo em águas profundas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo