A atual presidente do Chile, Michelle Bachelet, se manifestou a respeito do Impeachment sofrido pela ex-presidente brasileira, Dilma Rousseff.

Assim como Dilma, Bachelet é a primeira mulher a se tornar presidente em seu país, fato ocorrido em 2006. Para ela, que é totalmente contrária ao ocorrido no Brasil, o processo de impeachment foi mais fácil de ocorrer por se tratar de uma mulher, e que as coisas seriam diferentes se fosse um homem a governar o país.

Para ela, é complicado falar muito a respeito do fato, já que a Constituição Brasileira permite tal ação, mas tratando-se de uma amiga de Dilma, diz não ter gostado do que que ocorreu. As palavras foram ditas em uma conferência em Washington, Estados Unidos, país na qual uma mulher é atualmente candidata à presidência.

Em frente a uma plateia de aproximadamente 300 pessoas, Bachelet foi questionada sobre o ‘sexismo’ que existe na Política de forma global.

Para ela, não é apenas Dilma Rousseff quem sofre com tal problema, mas todas as mulheres envolvidas na política, independente do cargo ou localidade.

Particularmente, Bachelet sofreu com pessoas a chamando de “gorda” e que não era ela quem tinha as ideia empregadas em seu mandato. Ainda que atualmente seja a presidente do Chile, ela diz que existe demasiado sexismo, embora a sociedade tenha melhorado bastante nas últimas décadas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Governo

De acordo com a presidente chilena, pelo fato de serem mulheres, as políticas são “chamadas de fracas” por não gritarem ou falarem palavrões”, e que algumas, para tentar contornar este problema, tentam se disfarçar de homens, mas deveriam respeitar a maneira própria de liderar.

Sobre Hillary Clinton, que é candidata a ocupar a Casa Branca, Bachelet se diz afligida por ver como a companheira política é tratada pela imprensa, mas preferiu não ir muito além no assunto.

Michelle Bachelet visitou a capital dos Estados Unidos para uma homenagem ao aniversário de 40 anos do assassinato do ex-chanceler chileno Orlando Latelier, morto na cidade por agentes da ditadura chilena de Augusto Pinochet.

Qual a sua opinião sobre o ‘sexismo’ na política? Opine e compartilhe esta notícia!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo