O ex-presidente da Câmara dos Deputados e atualmente preso, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se vê numa situação bem distinta dos tempos em que dava as cartas em Brasília. Segundo a revista Época, o peemedebista se encontra preso na mesma ala que traficantes de droga em Curitiba.

A revista informa que #Eduardo Cunha está acompanhado por dois traficantes de drogas, o ex-ministro Antonio Palocci e dois funcionários da construtora Odebrecht na Superintendência da Polícia Federal.

Preocupação com esposa

Preso desde o dia 19 de outubro, uma das maiores preocupações de Eduardo Cunha é com a esposa. Segundo outra matéria da revista Época, o ex-presidente da Câmara pediu para que Claudia Cruz procurasse o Planalto para passar um recado: ele conta com o lobby e o apoio do Governo Federal para que ele possa ser solto o mais rápido possível.

Em troca, ele não entraria numa acordo de delação premiada.

Por diversas vezes Cunha já se utilizou de chantagem, principalmente quando era relevante na Câmara, para conseguir o que queria. Essa é mais uma tentativa. #Dentro da política