Segundo a nova pesquisa da Datafolha, realizada entre os dias 7 e 8 de dezembro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera a corrida presidencial de 2018, em todos os cenários. O petista perderia apenas em segundo turno para a ex-senadora Marina Silva. Os dados levaram em consideração a opinião de 2.800 pessoas.

Segundo a pesquisa que foi divulgada hoje (12), pelo jornal Folha de São Paulo, o petista tinha 25% das intenções de voto, contra 15% de Marina e 11% do senador Aécio Neves.

Se fosse ao segundo turno com os tucanos, Lula teria uma leve vantagem de dois pontos contra o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, o senador Aécio Neves e o chanceler José Serra.

Já Marina Silva (Rede) ganha força política em um possível segundo turno com todos os candidatos. Venceria Aécio com 47% das intenções de voto, Alckmin com 48 e Serra com 47%.

A mesma pesquisa aponta uma forte rejeição ao presidente Michel Temer.

45% dos entrevistados não o escolheriam como o próximo presidente do Brasil, enquanto aponta que 65% desejam sua imediata renúncia ao cargo. Já Lula, na pesquisa de rejeição, está em segundo lugar com 44%. Aécio Neves está em terceiro com 30% da opinião dos eleitores.

A pesquisa ainda fez um cenário político com o juiz federal Sérgio Moro. Se ele se candidatasse ao cargo mais importante do país, teria um empate técnico de 11% com Marina Silva.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula PT

A pesquisa mal foi publicada e já causou polêmica nas redes sociais e em toda a internet. O blogueiro da Revista Veja, Reinaldo Azevedo, disse que a recuperação do PT e a queda dos tucanos se deve à estratégia pouco eficiente da direita de transformar o país em uma delegacia de polícia. Já os admiradores de Ciro Gomes, nas redes sociais, comemoraram a força política do ex-presidente como uma resposta a toda perseguição que eles consideram que Lula tem sofrido, durante as investigações da Lava-Jato, coordenadas pelo juiz federal Sérgio Moro.

O ex-presidente e o Partido dos Trabalhadores ainda não comentaram sobre os dados da pesquisa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo