A morte do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, em um acidente aéreo na cidade de Paraty (RJ), é mais uma Tragédia envolvendo importantes figuras na política brasileira. Veja a galeria com os acidentes aéreos que marcaram a história política do Brasil.

Teori Zavascki - 19 de janeiro de 2016

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, era o relator da Operação Lava-Jato, ou seja, era o responsável por passos decisivos na mega investigação envolvendo políticos do país que possuem foro privilegiado.

Sua morte, em acidente aéreo no mar da região de Paraty (RJ), deixa em espera a Operação, em um momento muito importante, quando seria homologada as delações dos 77 executivos da Odebrechet, consideradas bombásticas por envolverem nomes como do presidente Michel Temer e do ex-presidente Lula.

Eduardo Campos - 13 de agosto de 2014

A eleição presidencial de 2014 foi totalmente alterada quando o candidato a presidência Eduardo Campos (PSB) morreu em um trágico acidente aéreo.

O político era apontado como sendo um dos principais adversários de Dilma Rousseff a reeleição. Seu voo fazia a rota do aeroporto Santos Dumont (RJ) rumo à base aérea do Guarujá (SP). Eduardo, carismático e de família tradicional, herdeiro político do avô, Miguel Arraes, importante líder da esquerda no nordeste e um nome forte da política nacional, foi governador de Pernambuco por dois mandatos.

Em virtude de sua morte, Marina Silva, vice na chapa de Campos, assumiu a campanha como candidata do PSB. Ficou em terceiro lugar no primeiro turno com 21,32% dos votos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato

Ulysses Guimarães - 12 de outubro de 1992

Acidente aéreo que mudou a história política do Brasil. O deputado Ulysses Guimarães (PMDB) viajava, em helicóptero, de Angra do Reis (RJ) para São Paulo quando sua aeronave caiu no mar. O deputado foi personagem importante no processo de redemocratização do Brasil, esteve a frente da Assembleia Nacional Constituinte, que desenvolveu a Constituição Federal de 1988.

Ele também teve papel importante no processo de impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. O acidente não teve sobreviventes e Ulysses foi a única vítima que o corpo nunca foi encontrado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo