O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), morreu na tarde desta quinta-feira (19) na queda de um avião particular no mar, próximo a Ilha Rasa em Paraty, no Rio de Janeiro. A confirmação de seu falecimento foi feita pelo seu filho Francisco Francisco Prehn Zavascki em publicação no Facebook.

Teori foi ministro do Superior Tribunal de Justiça e em 2012 foi indicado para o STF pela então presidente Dilma Rousseff, em 2012. Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde concluiu também mestrado e doutorado.

Em maio de 2016, seu filho, Francisco, publicou no Facebook um post onde alertava que se algo acontecesse a sua família "as pessoas saberiam onde procurar", fazendo referência a Operação Lava Jato. Veja declaração completa no post original em nossa galeria. Em junho do mesmo ano, o ministro Teori admitiu, após uma palestra que realizou, que haviam ocorrido ameaças à sua família, conforme declaração via rede social, porém, minimizou em sua declaração "Não tenho recebido nada sério”.

A Operação Lava-Jato fica em espera após a morte repentina do ministro Teori.

De imediato a Operação Lava-Jato sofrerá pelo atraso na homologação da delação dos 77 executivos da Odebrechet, consideradas as mais bombásticas por serem mencionados o presidente Michel temer e o ex-presidente Lula.

O Regimento Interno do STF determina que os processos de Teori sejam passados para seu substituto, a ser indicado pelo Presidente Temer. Porém, em caráter excepcional, a ministra Cármen Lúcia, presidente do tribunal, poderá sortear outro ministro, já integrante da corte, para assumir o processo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Governo

O juiz Sérgio Moro declarou, em nota, veja em nossa galeria, estar perplexo com a morte de Teori. Moro fez muitos elogios ao ministro, chamando-o de grande magistrado e herói brasileiro. Segundo sua afirmação, sem o ministro relator não teria havido a Operação Lava-Jato.

O presidente Michel Temer estava em reunião, sobre a greve de caminhoneiros, com o senador José Medeiros (PSD-MT) quando recebeu uma ligação comunicando o acidente. " Meu Deus do céu!" teria exclamado o presidente ao desligar o telefone "O ministro Teori estava em um avião que caiu em Paraty".

Em sua conta no Twitter o presidente emitiu nota de pesar - leia em nossa galeria.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo