O presidente da República Michel Temer reuniu-se, neste sábado, tarde de 7 de janeiro, com a presidente do Supremo Tribunal Federal, a Ministra Carmem Lúcia. Temer chegou sem os carros oficiais, num carro prata, acompanhado de um veículo preto da equipe de seguranças do Palácio do Planalto.

Temer chegou à dez horas da manhã na residência da presidente do Supremo, que fica no Lago Sul, área nobre da Capital federal, e saiu pouco mais que às treze horas da tarde, sem falar com os jornalistas.

O chefe do Executivo e a Chefe do Judiciário já haviam conversado por telefone depois que divulgou-se o massacre na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, no Estado de Roraima, em que 33 presidiários foram brutalmente assassinados.

O motivo do diálogo era a situação dos presídios brasileiros.

Nos dois primeiros dias do ano, numa rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, no Amazonas, 56 detentos também foram brutalmente assassinados, num massacre que espantou o mundo e não era visto em terras brasileiras desde o Massacre do Carandiru, em 1992.

O tema do encontro entre os dois mandatários foram ações conjuntas que os dois poderes poderão traçar para enfrentar a aberrante crise de Segurança enfrentada pelo país.

Plano Nacional de Segurança

O governo Temer lançou, antecipadamente, na tentativa de aclamar os ânimos, o Plano Nacional de Segurança.

Esse projeto consiste em criar centros de inteligência das Polícia Militar e Civil, Forças-Tarefa do Ministério Público para a investigação de homicídios e a incrementação de ações no combate ao tráfico nas Fonteiras, como as alterações na operação Ágata, de responsabilidade do Exército e do Ministério da Defesa.

O ministro Alexandre de Morais, entretanto, cancelou uma viagem que faria a Roraima, após a governadora do estado, Suely Campos, do Partido progressista, que pertence à base alidada do Governo Federal, dizer ao presidente Temer, em conversa por telefone, que não seria necessária a presença do Ministro no Estado para averiguar o presídio onde ocorreu o massacre, assim como fez no Amazonas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Michel Temer

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo