A ex-primeira dama do Brasil Marisa Letícia encontra-se em situação grave de saúde. O cardiologista da família Lula, Roberto Kallil Filho, conversou com a imprensa no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na madrugada desta quinta-feira (2). O médico declarou que o quadro de saúde de Marisa Letícia Lula da Silva, de 66 anos, é irreversível. De acordo com Kallil, a ex-primeira dama respira com a ajuda de aparelhos, além de não ter mais fluxo cerebral.

Publicidade
Publicidade

Ainda segundo o cardiologista, a saúde de Marisa está bastante delicada.

Marisa Letícia está internada há uma semana na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do centro médico devido a um AVC (acidente vascular cerebral) hemorrágico. Em entrevista ao Movimento dos Atingidos por Barragens, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre as possíveis causas do AVC de sua esposa. "Eu acho que a pressão e a tensão fazem as pessoas chegarem ao ponto que a Marisa chegou", disse, durante conversa com representantes do movimento social no Instituto Lula.

Publicidade

Além do AVC, a ex-primeira dama havia sido diagnosticada com trombose, conforme nota do Hospital Sirio-Libanês. "Foi detectada ao ultrassom a presença de trombose venosa profunda dos membros inferiores". Assim, foi realizada uma "passagem de um filtro de veia cava inferior" para prevenir que Marisa tivesse uma embolia e tentar melhorar o quadro de saúde.

O que é AVC?

O AVC ( Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico) é causado pelo rompimento de um vaso no crânio que promove uma hemorragia no cérebro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

Também conhecido como derrame, o AVC mata cerca de 70 mil pessoas por ano no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde.

Há diversos fatores que contribuem para o aparecimento do AVC. Alguns não podem ser mudados, como a idade, a raça, a constituição genética e o sexo biológico. Outros, no entanto, podem ser tratados, tais como a obesidade, pressão alta, a diabetes, as doenças cardíacas, o uso de anticoncepcionais, de bebidas alcoólicas, do tabagismo, o sedentarismo, entre outros fatores.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo