Marina Silva estaria sondando o ex-ministro Joaquim Barbosa do Supremo Tribunal Federal (STF) para um elo presidencial nas Eleições de 2018. Tudo indica que Marina ainda quer concorrer para a presidência. Para a ex-ministra, ter Joaquim como vice seria o ideal, mas caso ele não aceite, ela já tem outra pessoa em vista para buscar apoio.

Se o ministro Joaquim não aceitar, Marina chamará o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), como uma forma de tentar garantir a presidência. Como uma tática para as eleições, a ex-ministra aposta em criticar diversos partidos em seus discursos, como o PT, PSDB e PMDB.

No ano passado, Joaquim Barbosa declarou ser um "homem livre" e assumiu que poderia ser um possível candidato para a presidência da República. Barbosa chegou a comparar o Brasil com o presidente americano Donald Trump, por ter um lado mais conservador. Mas sobre o impeachment de Dilma Rousseff, o ministro enfatiza ainda ser contra e que o Brasil só iria se recuperar após a entrada de um novo presidente nas eleições de 2018.

Jair Bolsonaro

Quem também está se planejando para 2018 é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), mas neste final de semana o deputado foi aconselhado a "deixar para lá" a ideia de se candidatar para a presidência. Seus auxiliares chegam a conclusão que partidos grandes como o PSDB iriam fazer de tudo para evitar que Bolsonaro se candidatasse, pois esse partidos não iriam querer perder seus votos, e representando a direita eles iriam tentar boicotar de todas as formas a eleição de Jair.

Segundo um dos auxiliares de Bolsonaro: "Você acha que o PSDB e outros grandes da direita vão deixar o Bolsonaro se candidatar por um partido nanico para tirar votos de seus candidatos? É claro que vai ter acordo".

Como uma alternativa, auxiliares ainda notificaram que se Bolsonaro concorrer para ser governador do Rio de Janeiro, ele teria grandes chances de ganhar as eleições.

O deputado federal é conhecido por ter protagonizado várias polêmicas, uma delas foi envolvendo a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!