Os opositores do ex-presidente ainda não vão saborear o sentimento de ver Lula preso, já que a pena só poderá ser cumprida caso um colegiado de segunda instância mantenha a sentença dada pelo juiz Sérgio Moro. O membro mais conhecido do Partido dos Trabalhadores foi condenado apenas em primeira instância, até o momento, e o que muitos não sabem é que uma brecha na Lei da Ficha Limpa pode permitir que Lula se candidate em 2018.

Publicidade
Publicidade

Vamos a lei: o artigo 26-c, incluído na lei 64/1990, existe para proteger candidatos de uma condenação por motivos políticos perto de uma eleição, e com o uso desse artigo, Lula precisa ser julgado urgentemente pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça)

Então, se Lula não for condenado e preso até 2018, quais são as reais chances do ex-presidente ser eleito? Segundo o Datafolha, Lula mantém uma boa margem na frente dos seus principais rivais na corrida pela Presidência no ano que vem, tendo 29% a 30% das intenções de voto contra 16% do ascendente Jair Bolsonaro e 15% de Marina Silva.

Publicidade

Portanto, se houver uma grande reviravolta jurídica no caso ''Lula preso'', as chances de sua campanha para 2018 tomar força aumenta consideravelmente, e com isso a distância dos seus principais rivais.

Lula contra uma direita dividida

A corrida pela presidência no ano que vem pode contar com outro candidato de grande apelo popular pela direita, que é João Doria. O empresário que diz não ser um político já admitiu que pode concorrer em 2018, algo que pode ser bom para o ex-presidente Lula em uma disputa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

Jair Bolsonaro e João Doria disputam o mesmo nicho eleitoral e ambos apresentam bastante força entre a direita, dividindo entre si uma parcela dos votos. Como Doria não aparece em muitas das pesquisas, Bolsonaro ainda se mantém como segundo ou terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, coisa que pode mudar caso Doria esteja presente na pesquisa.

Com isso, em uma virtual disputa em segundo turno, apareceria Marina Silva para disputar com Lula, uma candidata com menos força e ideologia politica parecida.

O Partido dos Trabalhadores e sua militância ainda se mostram bem dispostos a apoiar Lula em uma possível candidatura. Manifestações cercaram a Avenida Paulista momentos após a condenação dada pelo juiz Sergio Moro ser vinculada pelos principais sites de notícias. Essas manifestações mostram que o apoio popular a Lula ainda se mantém vivo, mesmo depois de escândalos de corrupção envolvendo seu nome, e ainda podem ocorrer manifestações ainda maiores caso Lula seja preso.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo