Ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha demonstrou confiança de que o governo irá vencer a votação e barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados.

Em entrevista ao portal G1, o ministro disse ter “absoluta certeza” de que a base do governo irá rejeitar a denúncia de Corrupção passiva apresentada contra Temer apresentada pelo Procuradoria-Geral da República ao Superior Tribunal Federal (STF).

Para a denúncia ser acatada e seguir para o STF, são necessários os votos de 342 dos 512 deputados da casa. As mais recentes apurações mostram um placar que indica ao menos 220 favoráveis ao presidente, o que automaticamente barraria a denúncia de chegar ao tribunal.

Durante a entrevista com o portal, Padilha também demonstrou tranquilidade sobre o placar. “Problema da oposição”, disse o ministro, que afirmou também que a prioridade de Temer neste momento é a aprovação da reforma da Previdência.

Segundo Padilha, o governo pretende aprovar a reforma até outubro deste ano.

Nas últimas semanas, Temer tem tratado pessoalmente do tema, ligando e recebendo deputados para garantir os votos necessários para conter a denúncia que poderia resultar em sua cassação. A votação está marcada para ser realizada na próxima quarta-feira, dia 2 de agosto, e o sentimento no governo é de que a vitória é uma questão de tempo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corrupção Michel Temer

Mesmo com a aparente tranquilidade, Temer ainda continua trabalhando por mais votos, ligando com deputados indecisos para aumentar sua suposta vantagem na votação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo