O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] está negociando com o PSB uma possível aliança entre os dois partidos para as Eleições de 2018. Lula participou de uma reunião, na última quinta-feira (24), junto ao governador do PSB-PE, Paulo Câmara, que já foi membro do PT, e Renata Campos, viúva de Eduardo Campos. A reunião aconteceu no Recife.

O ex-presidente Lula [VIDEO] disse que é necessário fazer coligações com partidos socialistas. Segundo ele, essa estratégia já é um começo do preparo de campanha para lançar Fernando Haddad a candidato à Presidência da República, caso a sua condenação seja mantida pela segunda instância.

Fernando Haddad já foi prefeito de São Paulo e tem feito viagens pelo país e dado várias entrevistas analisando sua conjuntura política. Contudo, Haddad afirmou que quem irá concorrer à Presidência é Lula e só irá realmente concorrer se Lula for impedido. Esta aliança – que está sendo firmada entre os PSB e PT – pode trazer vantagens para o PT, que tem sofrido muitas acusações e muitos de seus membros estão envolvidos em escândalos. Devido a estes, o PT está com a popularidade baixa.

Os presidentes do PSB afirmaram que Fernando Coelho Filho, ministro responsável por Minas e Energia, também está negociando uma possível aliança com o partido do DEM.

Lula oferece cargo para firmar aliança com o PSB

Para que a aliança seja firmada entre os dois partidos, o ex-presidente Lula está oferecendo a vaga de vice na chapa majoritária e promete dar total apoio durante a candidatura de Márcio França, do PSB, para governador de São Paulo nas eleições do ano que vem.

Devido a alianças nacionais firmadas com os partidos do PSDB, DEM e PMDB, o vice-governador Márcio França ficou impedido de se candidatar ao palácio dos bandeirantes. Para que Márcio alie-se ao PT, ele terá que ir contra Geraldo Alckmin, quem o apadrinhou dentro da esfera política.

Foi cogitada, também, uma possibilidade de o PT firmar aliança nacional com o PCdoB, o que, consequentemente, pode afetar a candidatura de Ciro Gomes, que quer sair nas eleições de 2018.

Caravana de Lula pelo Nordeste

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está fazendo uma caravana pelo Nordeste, dando prosseguimento ao projeto “Lula Pelo Brasil”. A caravana teve início no último dia 17 de agosto e pretende passar por nove estados nordestinos e vinte e oito municípios. Durante seus pronunciamentos na caravana, Lula tem enfatizado que tem sido vítima de perseguição política e tem recebido o apoio de seus possíveis eleitores.