A ex-presidente Dilma Rousseff [VIDEO] é um dos principais nomes da Política brasileira. Desde 1 de setembro do ano passado, no entanto, ela está no centro de uma grande polêmica. Dilma recebeu uma aposentadoria, assim que saiu da presidência. Na época, o benefício foi dado pelo ex-Ministro da Previdência, Carlos Gabase, amigo de Dilma. Tudo ocorreu apenas um dia após o mandato de Rousseff ser cassado.

Ex-Ministro da previdência consegue aposentadoria irregular para ex-presidente Dilma Rousseff

Mesmo não sendo mais ministro do governo que já estava morto, Gabase e uma ex-secretária de Dilma, que não teve o nome revelado, estiveram no Ministério da Previdência a fim de solicitar, o mais rápido possível a aposentadoria para a amiga política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Política

Não demorou muito para que se descobrisse que naquela mesma data o processo da previdência de Dilma, em sigilo, foi aberto e concluído.

Investigação derruba máscara de Dilma Rousseff e fraude na previdência é comprovada

Segundo o site da Revista Veja, em matéria publicada neste sábado, 19, a ação pode ser vista como criminosa, já que é proibido uma pessoa pular outra na fila dos que esperaram serem aposentados.

Isso fere o principio da igualdade e também da universalidade, itens que fazem parte da constituição brasileira. O processo de previdência apenas foi concluído por conta do chamado lobby político. A secretária de Dilma estava no Ministério para assinar, em nome dela, toda a papelada. Em apenas um dia desemprega, Rousseff conseguiu um salário de R$ 5.189,00 por mês.

PT tenta barrar reforma da presidência, mas até Dilma burlou sistema e enganou brasileiros

A Veja teve acesso ao fim da investigação sobre o caso e ficou comprovado que Dilma e sua trupe realmente burlaram o sistema para conseguirem facilidades no INSS. Curiosamente, isso tudo aparece, justamente, quando a legenda tenta barrar a reforma da presidência de Michel Temer, do PMDB. O tiro não poderia ser mais forte. O inquérito concluiu que Dilma errou ao ser favorecida indevidamente pelos órgãos públicos.

Ex-Ministro é punido, após crime administrativo ser descoberto

Carlos Gabas já foi punido pelo caso, sendo suspenso 10 dias do serviço público. Ele é considerado o principal culpado para a existência da fraude. A ação dele foi vista como ilegal pelas autoridades. Dilma também nem tinha todos os documentos necessários entregues para ocorrer sua aposentaria, mesmo assim conseguiu.