Um "forte"desavença política ocorrida no estado de Sergipe, acarretou que uma situação considerada extremamente "inusitada" viesse a se tornar algo público, principalmente, durante a passagem da caravana que leva o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em viagens na região Nordeste do Brasil. O ex-mandatário do país tem percorrido uma longe distância, ao atravessar os nove estados nordestinos desde a data de 17 de agosto. A passagem pelo estado de Sergipe é somente um trecho de todo esse caminho a ser percorrido.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

Entretanto, durante a execução desse trajeto pelo ex-presidente Lula e sua comitiva de apoiadores, algumas desavenças políticas acabaram se tornando "marcantes", principalmente durante percurso no estado de Sergipe.

CUT se 'afasta' de Lula em Sergipe

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) sempre foi uma forte aliada do ex-presidente Lula, geralmente, com presença marcante, durante caravanas relacionadas ao Partido dos Trabalhadores (PT) e a Lula. Porém, pelo menos dessa vez, as coisas parecem ter mudado um pouco de "figura". Um dos principais motivos que acarretaram um possível afastamento de uma instituição que é tão ligada ao PT como a CUT em Sergipe, se deve à presença do governador do estado, Jackson Barreto, do PMDB.

O político esteve na mesma caravana do ex-presidente Lula, o que acabou culminando em fortes "atritos" entre os integrantes da caravana de Lula e integrantes da Central Única dos Trabalhadores. O "mal-estar" também acabou atingindo em cheio a uma ala do PT nordestino, que é inteiramente contrária à presença do governador Jackson Barreto (PMDB-SE), a bordo da caravana lulista.

O governador Jackson Barreto chegou a participar de três dos cinco atos programados pela caravana de Lula no estado de Sergipe, sendo que apenas não esteve presente durante passagem pela cidade de Lagarto, em que Lula estaria apto a receber um título de doutor honoris causa, que seria uma condecoração concedida por uma instituição de ensino superior e também na capital Aracaju.

Entretanto, vale ressaltar que em nível nacional, a CUT tem acompanhado e apoiado a iniciativa de Lula pelos estados nordestinos e no resto do país. Um espisódio considerado "frustrante", ocorreu quando o governador sergipano esteve com Lula, durante um dos atos políticos num palanque, em que se iniciaram muitas vaias, durante discursos voltados ao público que lá estava presente. Porém, Lula tem defendido insistentemente a presença do governador Jackson em seus palanques. O próprio PT local criticou abertamente a presença do governador do estado nos palanques, ao considerar que seria "oportunismo".

Em uma nota emitida, a CUT afirmou que não participaria de atos de palanque em Sergipe, já que lá não caberiam os traidores ou mesmo, os que lavaram as mãos em relação ao processo de impeachment da ex-mandatária do país, Dilma Rousseff.