Durante entrevista ao programa ‘A Arte do Encontro’, comandado pelo apresentador Tony Ramos, no Canal Brasil, Fábio Assunção fez algumas revelações sobre o cenário político e gerou polêmica ao falar sobre movimentos políticos. A entrevista completa vai ao ar na próxima quarta-feira (30).

O ator [VIDEO] afirmou que não gosta muito de falar sobre política, de forma pública, pois o mundo vive tempos diferentes. Ele afirmou que as pessoas devem ter mais humanidade, pois existem países, segundo ele, que caminham para um extremismo da direita.

Fábio disse que atualmente há uma grande repulsa pela esquerda, mas ele a considera mais humanitária.

Ele caracterizou a esquerda como solidária, e mais ligada ao pensamento coletivo. Ele disse que falar sobre questões políticas envolve formas diferentes de pensamento, o que varia de acordo com cada indivíduo.

Fábio Assunção afirmou que, apesar de considerar a esquerda mais preocupada com as pessoas do que a direita, ele não encontrou, ainda, o que considera como ideal nos movimentos políticos do nosso país. A respeito disso, ele alegou que tal desejo seria quase um mito, pois, os movimentos sociais são comandados por pessoas, que são suscetíveis a falhas.

O ator falou que é interessante que haja diversas formas de pensamentos a respeito da política, porém, segundo ele, isso também contribui para que muitas pessoas fiquem desinformadas do que realmente é importante, e isso causa um cenário de incertezas.

Fábio Assunção fala sobre a liberdade de expressão

Em relação à liberdade de expressão, o ator declarou que é necessário que as pessoas tomem bastante cuidado com o que andam afirmando nas redes sociais, pois há assuntos que não devem ser encarados como brincadeiras, e podem ser julgados de forma errônea. Diante disso, ele afirmou que, apesar de a liberdade de expressão existir em nosso país, há muita censura com a opinião do individuo, e isso acaba limitando, e provocando uma falta de liberdade em declarar o que realmente pensamos. Ele disse que isso é algo que se vive atualmente e que é complicado entender.

No inicio deste mês, o ator Fábio Assunção foi especulado pela revista “Época” se estaria se filiando ao Partido dos Trabalhadores (PT) [VIDEO]. A notícia da filiação não foi confirmada nem pelo ator, nem pelo partido, que decidiram não se manifestar sobre a questão. Recentemente, a colunista da ‘Folha de S.Paulo’, Mônica Bergamo, afirmou que o ator havia oferecido um jantar ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.