A advogada Janaína Conceição Paschoal, uma das autoras e responsáveis pelo impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, concedeu uma entrevista ao jornal O Estado de São Paulo e comentou sobre fatos assustadores que ela declara estar com medo em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF). O discurso de alguns ministros da Corte demonstram um retrocesso diante de tudo aquilo que o Brasil já avançou contra a corrupção.

De acordo com a advogada, os ministros que mais causam preocupação a ela são: Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e, o mais assustador de todos, Gilmar Mendes. Eles possuem comentários que parecem querer anular tudo o que já foi feito, ressalta a advogada.

Para ela, os ministros libertam da prisão condenados apenas pelo grau de importância deles, o que é um absurdo. Janaína revela surpresa com a forma de Gilmar Mendes comenta os casos e praticamente diminuir todos os trabalhos dos procuradores da Operação Lava Jato e de desqualificar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Ela também comentou sobre o novo comando da Procuradoria-Geral da República (PGR) que está nas mãos de Raquel Dodge. Ela disse que nunca soube de nada que fosse ruim da subprocuradora e até entende algumas mudanças que são feitas na Polícia Federal em relação às investigações da Lava Jato [VIDEO].

Porém, ela destacou o risco total que pode vir do STF e que já foi, inclusive, comentado nas palestras do juiz federal Sérgio Moro. O grande receio negativo do juiz é se houvesse uma nova votação no plenário para mudar o entendimento da Corte em relação à prisão em segunda instância, isso poderia afetar drasticamente a Lava Jato.

Atitude de Cármen Lúcia

A jurista revelou que a presidente do STF, Cármen Lúcia [VIDEO], deveria ter mais pulso firme e pressionar o ministro Gilmar Mendes para que a sociedade sinta mais firmeza e confiança no Supremo.

A ministra já tranquilizou Sérgio Moro e disse que uma nova votação da Corte sobre a prisão em segunda instância não está em pauta e que ela não mudaria a sua posição do ano passado.

Decepção

A advogada revelou grande decepção com o presidente Michel Temer. Segundo ela, o peemedebista perdeu a oportunidade de ser um estadista e surpreender a todos. Ele poderia ter aproveitado essa oportunidade histórica, afirma Janaína.

Segundo ela, o grande problema de Temer foi se envolver com o empresário da JBS Joesley Batista e receber uma mala de dinheiro, que foi entregue para o seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures. Para Janaína, nada que o presidente faça pela economia ou qualquer outro campo irá tampar essa atitude corrupta dele.