Dois dos magistrados mais destacados e de grande popularidade em todo o país, os juízes federais Sérgio Moro e Marcelo Bretas, se encontraram nesta segunda-feira, na cidade de Curitiba. Moro é o titular da décima terceira Vara Criminal de Curitiba, no estado do Paraná, e é o responsável, em primeira instância, pela condução das investigações da força-tarefa da Operação Lava Jato [VIDEO], que é considerada a maior operação de combate à corrupção na história do Brasil.

Já o juiz federal Marcelo Bretas é o titular da sétima Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro e é responsável pela condução da Operação Ponto Final, que é um "braço" da Lava Jato, ao apurar um forte esquema de distribuição de propina no setor de transportes no estado no Rio.

Pré-estreia de filme sobre a Lava Jato

O motivo que levou ao encontro ente os dois juízes federais, Sérgio Moro e Marcelo Bretas, com suas respectivas esposas em Curitiba, refere-se à pré-estreia de um dos filmes mais esperados do ano e que retrata a Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O filme denominado "Polícia Federal- A Lei é para Todos" teve sua exibição nesta segunda, na capital paranaense, mas contará com pré-estreias em diversas outras capitais do país, como: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O lançamento oficial deverá ocorrer na data de 7 de setembro próximo, data escolhida pelo simbolismo que traz as comemorações do dia da Independência do Brasil.

O filme conta os desdobramentos das investigações em relação ao maior escândalo de corrupção na história do Brasil e relata os episódios desde o início da força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato, até o período em que havia sido determinada a condução coercitiva para depoimento do ex-presidente da Repúblicam Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com o delegado federal e coordenador da Lava Jato, Igor Romário de Paula, que também esteve no evento, "todos os convidados estariam lá para ver como seria o produto final, já que ninguém teria tido a oportunidade de ver mais e além disso, estaria com grande expectativa de quem gosta de cinema". O delegado disse ainda que "os atores e atrizes sempre acompanhavam a rotina dos integrantes da Polícia Federal e da força-tarefa da Operação Lava Jato, de modo que pudessem conhecer o trabalho desempenhado pelas equipes de investigação, com a condição de tentar reproduzir o filme, da maneira mais fiel possível".

Deixe seu comentário.