Perdido, o PSDB teve mais uma prova de sua ruptura nesse último sábado (26), quando o presidente do partido, senador Tasso Jeressatti (CE), afirmou que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB [VIDEO]-SP), é o primeiro na fila entre os tucanos para disputar a eleição de 2018 para presidência da República.

Segundo o atual presidente do PSDB [VIDEO], que assumiu após o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Geraldo Alckmin é o melhor nome entre os tucanos para disputar as eleições em 2018. Em entrevista o UOL nesse último sábado (26), Tasso fez a afirmação que pode mexer com os alicerces tucanos.

Enquanto internamente Alckmin e seu pupilo, João Doria, disputam a preferência dos aliados, o presidente da legenda já deixou clara sua preferência.

O problema para Alckmin é que a figura de Tasso está sendo boicotada internamente pelos próprios tucanos, que tem em Aécio Neves sua preferência.

Tasso defende o discurso adotado por Alckmin de apaziguar o discurso político, algo completamente do adotado por Doria, que s destaca pelo anti-petismo. O senador da República resumiu Doria apenar como um quadro político dentro do PSDB, como diversos outros que se destacam dentro o ninho tucano. Nada mais do que isso.