A cada dia que passa as coisas vão ficando mais difíceis para o ex-presidente Lula. Após o depoimento devastador de Antonio Palocci à Justiça, a situação do líder petista piorou significativamente, inclusive dentro do próprio partido. Apesar de aparentemente ainda demonstrar total fidelidade e apoio a Lula, a verdade é uma só, o PT deseja se livrar do presidenciável! Na frente da sociedade e da imprensa o partido ainda está ao lado de Lula impulsionando a sua candidatura à presidência da República, mas, às escondidas, a legenda prepara o caminho para outro nome, entre eles o de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, e Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, sendo o nome de Haddad, hoje, mais cotado.

A notícia pode ser um tanto inacreditável para alguns, visto a preferência que o ex-presidente ainda tem perante o eleitorado. Lula até agora liderou na maioria das pesquisas de intenção de votos, e isso poderá levar muitos eleitores a se questionarem o porquê desse posicionamento do PT, mas isso é facilmente explicável. Lula foi condenado na primeira instância da Justiça Federal pelo juiz Sérgio Moro, sob a acusação de corrupção e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá, a pena aplicada por Moro foi de 9 anos e 6 meses de prisão.

O caso foi encaminhado para o Tribunal Regional Federal da 4 Região (TRF-4), onde será julgado em segunda instância. Caso a sentença seja confirmada, Lula se torna ficha suja, e se a pena aplicada por Moro não for alterada, o ex-presidente irá para a cadeia. E as chances para que isso aconteça são relativamente grandes, visto que o presidente do TRF-4 afirmou que a sentença aplicada por Moro foi 'irretocável'.

Ou seja, diante disso a única esperança do PT para disputar a presidência da República em 2018 é apostar em outro nome!

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Sergio Moro Lula

O partido agora torce para que a decisão sobre o caso saia no máximo até abril. Essa 'pressa' é para que dê tempo de estruturar o nome do novo candidato, pois quanto mais o tempo passar mais difícil ficará 'nacionalizar' o nome do novo candidato perante o eleitorado.

Fora do páreo

Não é só o PT que acredita que o ex-presidente não terá condições de disputar as eleições. Em recente entrevista à ISTO É, o conhecido cientista político Antonio Lavareda afirmou que as chances de Lula sair candidato são próximas de zero.

Diante disso, Antonio acredita que a esquerda se dividirá entre vários candidatos, entre eles Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT). Ele ainda acredita num possível crescimento de Marina Silva e numa 'desidratação' de Jair Bolsonaro, que atualmente ocupa o segundo lugar na maioria das pesquisas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo