O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) foi surpreendido, na manhã desta quarta-feira (13), quando recebeu voz de prisão enquanto apresentava seu programa na Super Rádio Tupi na capital carioca. Investigado por compra de votos nas última eleições municipais em Campos de Goytacazes, Garotinho ficará em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica e seu contato será restrito à esposa Rosinha Matheus, familiares e advogados. O ex-governador do Rio de Janeiro foi proibido pela Justiça de usar internet, celular, ou até mesmo dar entrevistas.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

O político teria comandado um forte esquema que negociava troca de votos pela inclusão de famílias pobres em um programa social conhecido como ‘’Cheque Cidadão’’ no município de Campos dos Goytacazes, segundo apura o Ministério Público Eleitoral.

Na época, Anthony Garotinho era secretário municipal de Campos.

Outro locutor da Super Rádio Tupi, Cristiano Santos, entrou no ar, por volta das 10h30, após o intervalo no programa, e disse que o ex-governador que comanda o “Fala Garotinho” precisou se ausentar às pressas por “orientação médica”. Ao rodar a vinheta com a assinatura do locutor substituto, ele explicou que não foi erro técnico e que Garotinho tentou fazer o programa, mas a voz sumiu e por isso precisou sair, parar de falar e se cuidar.

Garotinho já foi preso uma vez, em novembro de 2016 na Operação Chequinho, que investigava o mesmo esquema. Ao passar mal naquela ocasião, ele foi encaminhado a um hospital do Rio de Janeiro e, em seguida, cumprindo decisão judicial, foi conduzido à força para o Complexo Penitenciário de Bangu.

Ainda em 2016, o político foi submetido a uma cirurgia cardíaca autorizada em hospital particular e direito à prisão domiciliar. Em seguida, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) revogou a prisão e estabeleceu uma fiança de R$ 88 mil no dia 24 de novembro. Em junho de 2017, o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro pediu novamente a prisão do ex-governador Anthony Garotinho.

O rádio e a política na vida de Garotinho

Homem de rádio, Anthony Garotinho sempre teve muita facilidade para a comunicação e graças ao seu trabalho nesse meio, conseguiu conquistar milhares de ouvintes fortalecendo uma carreira política de muito sucesso e muita polêmica. Em 2002 disputou a Presidência da República, mas antes foi prefeito de seu município, Campos de Goytacazes, e governou o estado do Rio de Janeiro por dois longos mandatos, sendo eleito pela primeira vez em 1998.

Garotinho também foi deputado federal pelo Rio de 1º de fevereiro de 2011 a 1º de fevereiro de 2015. No rádio, além de atuar em emissoras de sua cidade, também apresentou seus programas em emissoras como Melodia FM, Manchete AM e, por último, na Super Rádio Tupi, entre outras.