Jair bolsonaro é o único pré candidato à presidência que não vê os seus números pararem de crescer nas pesquisas feitas. A cada nova pesquisa, Jair Bolsonaro parece ter realmente mais fôlego para as Eleições de 2018. Ele já aparece com 18% das intenções de votos na pesquisa CNT/MDA. Em fevereiro desse ano, o líder da direita tinha apenas 11% dos votos.

Considerado exterminador da esquerda, Bolsonaro, no entanto, tem pelo menos um importante nome pelo seu caminho para virar presidente, o de Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT). Mesmo com as muitas acusações e problemas na Justiça, Lula não viu o seu poderio político cair nessa pesquisa.

Bolsonaro já começa a ameaçar Lula em pesquisa eleitoral, após quase dobrar eleitores

A pesquisa divulgada nesta terça-feira (19) chama a atenção, pois foi encomendada pela Confederação Nacional de Trabalhadores (CNT), um grupo que tem histórico de ligação com o PT, partido de Lula. Mesmo assim, a pesquisa mostra que Bolsonaro foi de 11 a 18% em poucos meses, ou seja, subiu sete pontos, quase dobrando o seu efetivo de votos.

Lula também surpreende nos dados divulgados e tem quase o dobro das intenções de votos de Jair Bolsonaro, aparecendo com 32%. Mesmo após a decisão do juiz federal Sérgio Moro, o petista não teve uma queda ainda maior nas pesquisas. É bom lembrar que até o pleito o ex-presidente também corre o risco de ver sua candidatura impugnada, seja por uma prisão ou pela Lei da 'Ficha Limpa'.

Jair Bolsonaro vence Marina Silva e agora é o candidato a brigar com Lula em pesquisa

Segundo a coluna Painel, da 'Folha de São Paulo', no entanto, o petista pode perder um aliado importante, o PC do B. O Partido Comunista do Brasil, através de reuniões internas, já demonstra descontentamento com Lula como apoiado e pode até lançar um candidato próprio. A pesquisa mostra um queda significativa de Marina Silva. A ex-senadora, da Rede, aparece agora entre 10 e 12% dos votos.

A mudança ocorre devido à incógnita referente ao possível candidato do nome do PSDB. Quando é o atual prefeito de São Paulo, João Dória, que está na disputa, os números de Marina tém uma queda ainda mais forte. Antes, era a ex-senadora Marina Silva quem aparecia na frente de Bolsonaro. Agora a situação se reverteu.

26% dos eleitores anulam voto ou não sabem em quem votar

A pesquisa da CNT/MDA ainda mostra que uma parte significativa do eleitorado, variando entre 24% a 26%, ainda não sabe em quem votar ou anulará o voto. Os presidenciáveis, como Bolsonaro, devem correr atrás desses votos.