O deputado federal Jair Bolsonaro [VIDEO], a cada dia que passa, parece aumentar o seu aglomerado político. A sua crescente não abrange só a população civil em si, mas também políticos e famosos que estão descontes com a atual situação que o país tomou.

Entre essas pessoas famosas que o apoiam estão, por exemplo: o senador Magno Malta [VIDEO], que sempre o defende das acusações da esquerda no geral; dos lutadores do UFC: como Borrachinha, o campeão José Aldo e, mais recentemente, o lutador inglês Darren Till, que falou o bordão brasileiro no octógno mesmo, após uma vitória sua: "Lula na cadeia e Bolsonaro presidente em 2018", que se espalhou de Brasil afora e chegou até o lutador estrangeiro.

Além de Otávio Mesquita, Ratinho, o cantor Eduardo Costa, os jogadores Felipe Melo e Jadson etc. O fato é que Bolsonaro realmente teve uma crescente maior neste ano.

As pesquisas também mostram resultados de aprovação que antes eram distantes frente as do ex-presidente Lula. Hoje, no entanto, o quadro é outro. Os números de Bolsonaro se aproximam e, em alguns estados brasileiros, a sua vitória contra o petista já acontece.

Apoio do cantor Sérgio Reis

Sérgio Reis foi entrevistado por 4 adolescentes, que fazem parte do grupo Jovens Patriotas, e falou sobre a situação precária que a política brasileira percorre. No meio do seu depoimento, Reis falou sobre o porte de arma que está tirando e, talvez, tenha lembrado do deputado com mais carinho nessa hora, por ser uma das pautas mais defendidas por Bolsonaro.

Veja parte do que Sérgio Reis disse sobre o deputado Jair Bolsonaro.

“Se dois bandidos podem tirar porte de arma, por que que nós não podemos?”, pergunta o cantor com o semblante de indignação. “Estou tirando o porte de arma, porque sou deputado. Sei lidar com arma. Não vou matar ninguém, mas eu preciso me defender. Se entrar na minha casa, está perdido. Entendeu? Porque os bandidos andam e por que que não pode? Eu ‘tô’ com o Bolsonaro, eu gosto dele. Nós temos outras alternativas para presidente, homens sérios. Álvaro Dias, que é meu amigo há 50 anos é uma pessoa séria. É outro estilo, outra fleuma. O homem quando fala, você presta a atenção nele. Ele sabe o que faz. Então é difícil pra gente julgar.” disse Sérgio Reis.

Mas o cantor continua, perguntando aos jovens qual candidato eles preferiam para presidente. E em uníssono eles respondem que querem Bolsonaro. E Reis finaliza: “O jovem está querendo moralizar este país. Se ele vier, pode ter a certeza de que ele vai botar a casa em dia. Ele bota. Ele não é de brincadeira não. Ele não gosta de falcatrua, eu conheço o Bolsonaro.”, termina elogiando muito Jair Bolsonaro.

Bolsonaro também comemorou o apoio de Sérgio Reis nas suas redes sociais: “a consideração do fantástico e cativante cantor e deputado federal”, disse.