Há um ano, João Doria e Geraldo Alckmin subiam juntos no palanque para comemorar a vitória do PSDB na cidade de São Paulo. Em primeiro turno, o empresário desbancou o petista Fernando Haddad e saboreou o gosto do triunfo nas urnas. Nem havia tomado posse ainda e já havia lançado Alckmin como candidato à presidência em 2018.

Mas as coisas mudaram de lá para cá e agora Doria [VIDEO] e Alckmin podem se enfrentaram em uma prévia partidária para saber quem representará o PSDB no pleito de 2018. Indepentendemente da possibilidade, o prefeito garante que não romperá com o seu padrinho político. Foi o que garaniu em evento em Minas Gerais nesta segunda-feira.

"Fiquei bem feliz ao saber que o governador Alckmin esteve em Minas Gerais há uma semana. Não há a menor possibilidade de nos afastarmos", garantiu Doria [VIDEO], que já salientou em mais de uma ocasião a sua amizade de longa data com o governador.

Em pesquisa CNT divulgada recentemente, João Doria supera Geraldo Alckmin em cerca de 1 ponto percentual no levantamento estimulado. Faltando aproximadamente um ano para a eleição presidencial, o PSDB convive com um grande dilema interno sobre quem representará o partido naquela que se apresenta como uma das eleições mais importantes da história do país.