Joaquim Roriz é um nome famoso da política. Aos 81 anos, o ex-governador do Distrito Federal vive um drama. Joaquim Roriz tem diabetes, amputou uma perna e quase não reconhece mais ninguém, nem mesmo as pessoas de seu círculo social.

Filiado ao PSC, o político está mal e, segundo o site ‘’Congresso em Foco’’, amigos e parentes que o visitaram nas últimas semanas se impressionaram com o avançar de sua doença.

Doença de Joaquim Roriz avança e ele já não reconhece nem mesmo os familiares

Já fora do meio político, restou a Joaquim passar os seus últimos dias em uma sala grande de sua casa, na capital federal, Brasília. Médicos e enfermeiros dão todos os cuidados que ele precisa.

No entanto, a saúde do político não tem cooperado para sua recuperação. A diabete dele é alta e agora os profissionais temem o pior.

Os problemas de Roriz são bem maiores que a amputação da perna. Ele faz diálise, pois, não consegue filtrar a própria urina. Outras dificuldades na coluna e no coração também fazem parte do seu dia a dia e qualquer locomoção apenas acontece com a ajuda de profissionais e de cadeira de rodas.

Maior cacique político do DF, Joaquim Roriz vive drama após polêmicas

O nome de Roriz sempre foi um dos mais fortes em Brasília. Ao todo, ele conseguiu se eleger para quatro mandatos diferentes na capital federal. Em, 2007, já no Senado, ele renunciou o cargo. O motivo é que o ex-governador não queria ser cassado. Ele era acusado de corrupção em um banco público de Brasília.

Os melhores vídeos do dia

Joaquim Roriz foi acusado de crimes graves. Lavagem e desvio de dinheiro foram alguns deles. No entanto, a denúncia já prescreveu em janeiro deste ano. O ex-governador não foi julgado, justamente, por conta da idade e do estado de saúde. Outros caciques políticos também tiveram o benefício, visto como polêmico.

Joaquim Roriz ainda tentou colocar mulher no governo do Distrito Federal

Já com idade avançada, ele não quis parar. Em 2010, chegou a se candidatar governador mais uma vez. No entanto, muitas denúncias contra ele estavam na Justiça. Segundo o ‘’Congresso em Foco’’, o ex-governador do Distrito Federal tinha medo de ser barrado na Lei da Ficha Limpa.

O jeito visto por ele foi colocar sua esposa, Weslyan Roriz, para concorrer em seu lugar. Ela chegou a ir ao segundo turno, mas o seu desempenho ruim em debates viraram memes na web e ela acabou perdendo o pleito para o seu principal adversário, que seria o então governador Agnelo Queiroz.