Com o feriado de 7 de setembro caindo em uma quinta-feira, a semana de trabalho dos deputados federais será mais curta do que o normal. Com essa preocupação, Michel Temer [VIDEO] resolveu chamar a atenção dos ministros e exigiu que eles pressionem os deputados a darem quórum nas sessões de votação dos projetos de interesse do governo nessa semana.

Em meio à expectativa de uma segunda denúncia por parte da Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer, o peemedebista resolveu antecipar sua volta da viagem que fazia à China.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Michel Temer

Inicialmente, o retorno estava marcado para a terça-feira (5), mas no cronograma atual, Temer embarca já nesta segunda-feira (4).

A Câmara dos Deputados realiza sessão já na segunda para tentar, mais uma vez, votar a reforma política [VIDEO].

Em meio a tantas polêmicas envolvendo a proposta, é quase certo que não haja mudanças para a eleição de 2018. Mesmo assim, o governo tenta a todo custo conseguir aprovar.

Outra proposta de interesse do governo, que já foi derrotado na última semana, é a votação no Congresso que está marcada para a noite de terça-feira do déficit fiscal.

Além das votações, Temer pretende realizar reuniões com aliados para preparar o discurso contra Rodrigo Janot após a apresentação de sua segunda denúncia. O problema é que quase todas as fichas do governo já foram jogadas na primeira denúncia. Será preciso esperar para saber qual carta na manda o Planalto terá par conseguir manter fiel a base aliada.