Nas últimas semanas, o tema sobre a intervenção militar invadiu as redes sociais e dividiu opiniões a respeito da retomada do poder pelas Forças Armadas, diante da grave Crise Política e econômica na qual o Brasil está mergulhado.

Durante uma palestra dada pelo general da ativa do Exército Brasileiro, Antônio Hamilton Martins Mourão, na noite de sexta-feira (15), em Brasília [VIDEO], ele afirmou que as Forças Armadas estão prontas para intervir e retomar o poder, para extirpar de vez com os políticos corruptos.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

Que o alto comando do Exército iria aguardar apenas o desfecho de algumas investigações e que se nenhuma atitude fosse tomada para frear a corrupção e a crise, haveria uma intervenção militar.

Tal discurso repercutiu bastante nas redes sociais, existem aqueles que apoiam veementemente a intervenção militar e tantos outros que abominam a ideia. E você, acha que a intervenção militar é a solução para o Brasil?

De acordo com o portal de notícias online R7, uma pesquisa de opinião encomendada exclusivamente pela 'Coluna do Fraga' ao Instituto Paraná Pesquisas, mostra que boa parte da população acredita que a volta do militarismo seria a melhor solução. Saiba mais.

A volta do militarismo

Por causa da grande repercussão diante da fala do general que não foi punido pelo Exército, a coluna decidiu fazer a pesquisa de opinião e o resultado deixou o diretor do instituto, Murilo Hidalgo, surpreendido com os números.

Segundo o resultado da pesquisa, 43% dos entrevistados apoiam totalmente a intervenção militar [VIDEO], 51,6% são contra e 5,3% não sabem ou não quis opinar.

Os melhores vídeos do dia

Murilo afirmou que em 27 anos à frente do Instituto de pesquisa, este resultado o pegou de surpresa, ele ainda ressaltou que a mesma pesquisa feita em dezembro de 2016, tinha apoio de 35% dos entrevistados, o que mostra um apoio crescente a retomada de poder pelas Forças Armadas Brasileiras.

Jovens

Outro dado que chamou bastante atenção é que a maioria dos jovens entrevistados acredita que para sanar de vez a picaretagem da política brasileira a intervenção militar é a única solução imediata. O apoio incondicional à volta do militarismo é maior entre os jovens de 16 e 24 anos que não viveram a ditadura brasileira. Já entre os mais velhos entre com a faixa etária entre 60 anos ou mais a rejeição ao Regime Militar é bem maior.

A pesquisa divida entre as regiões brasileiras mostra o apoio da população de cada região a uma possível intervenção militar da seguinte maneira:

  • Norte e Centro-Oeste: 44,8%
  • Sudeste: 43,2%
  • Nordeste: 42,9%
  • Sul: 41,1%

A pesquisa foi realizada entre os dias 25 e 28 de setembro deste ano e contou com a participação de 2.540 brasileiros de 16 anos ou mais, através de uma enquete eletrônica.

Em todo o Brasil as opiniões estão divididas quase que pela metade. Você é a favor ou contra a volta do militarismo?