No ano passado, boa parte da mídia transformou, a até então, desconhecida Janaína Paschoal em uma das “maiores juristas” e docentes de nosso país, isso durante o tempo do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff em que ela (Janaína) foi a autora. Deve ser por isso que ontem (15), vários fãs da jurista surtaram na internet ao descobrirem que ela ficou em último lugar em concurso para professor titular da USP (Universidade de São Paulo). Por outro lado, quem não a admira, pôde aproveitar para fazer piadas e rir do infortúnio da professora. Até para participar do concurso Dança dos Famosos, ela foi aconselhada.

Estavam em disputa duas vagas que ficaram com os juristas Alamiro Velludo e Ana Elisa Bechara que obtiveram notas altíssimas entre 9,5 e 92, já Janaína Paschoal teve notas entre 6,44 e 7,20.

A jurista tratada como heroína pelos que defendiam o impeachment de Dilma defendeu a tese “Direito Penal e Religião – As Várias Interfaces de Dois Temas que Aparentam ser Estanques”, mas acabou recebendo uma nota bem abaixo dos colegas. Em seu Twitter, ela postou: “acabo de ganhar em último o concurso para titularidade na Faculdade de Direito!”.

Fãs de Janaína se revoltam com o resultado

Assim que a notícia surgiu na internet, muitos fãs de Janaína Paschoal esbravejaram e criaram diversas teses hilariantes para ela ter ficado em último lugar no concurso da USP. Um internauta creditou o resultado a influência dos “comunistas. “Os comunistas da USP não iriam deixar ela passar mesmo.”, cravou. “Será que não houve influência ideológica no resultado? Em se tratando da USP, valhacouto de esquerdistas, tudo é possível”, questionou outro.

Um terceiro desdenhou da instituição: “Parabéns por não ter conseguido....Merece coisa melhor. A USP um dia, já foi uma grande universidade....Hoje....”. Um outro a tratou como uma mártir: “Obrigado, Dra. Janaina. Infelizmente sua coragem tem um preço a pagar na vida acadêmica. Provavelmente a senhora será perseguida pelo resto de seus dias na USP”.

A revolta dos admiradores de Janaína foi tão grande que alguns conseguiram enxergar culpa até na colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo que apenas noticiou o fato. “É impressionante como Mônica se tornou militante jornalística do PT [VIDEO] isso é deplorável isso é nítido até um cego ver as suas intenções.”, afirmou um. Outro foi ainda mais duro com a reportagem. “O artigo não passa de manipulação imoral por parte da colunista ao tentar atrelar o resultado de um concurso na USP (que sabe-se são cheios de direcionamento, um dos motivos para recomendar-se a sua privatização) ao legado de Janaína à democracia brasileira [VIDEO], novamente tentando desconstruir a imagem de seus adversários de modo desonesto”.

Janaína na Dança dos Famosos?

Se os fãs da jurista se mostravam muito revoltados, já os que a enxergam como uma pessoa que tirou à força uma presidenta eleita sob alegação de “pedaladas fiscais”, aproveitaram para se fartar com o resultado. “Já que ela não passou no concurso, poderia se inscrever para tentar participar a Dança dos Famosos”, ironizou um internauta. “Ouvi dizer que o Trump está interessado em contratá-la", brincou um segundo. “Ela deveria ter perdido mais tempo debruçada sobre os livros do que verificando se os banheiros do Ibirapuera estão limpos”, afirmou outro, ironizando uma declaração de Janaína dada este ano, afirmando que iria inspecionar gratuitamente os banheiros do Parque Ibirapuera.