A jurista Janaína Pascoal fez questão de lembrar que hoje fez um ano que a ex-presidente Dilma Rousseff foi afastada da presidência através de um impeachment. A ex-presidente foi afastada do cargo através de um processo constitucional e Legal.

A autora do pedido de impeachment de Dilma, em um artigo publicado no site ‘O Antagonista’, relembrou os motivos pelos quais a ex-presidente foi afastada do cargo, na época. A jurista relembrou que Dilma foi punida pelo crime de responsabilidade, e que o afastamento também resultou no afastamento do Partido dos Trabalhadores (PT) e seus projetos denominados por Janaína como ‘totalitários do poder’, e evitou que o Brasil fosse transformado no que ela denominou de ‘Venezuela’ hoje.

Tais comentários feitos por Janaína causaram alvoroço nas redes sociais e dividiram opiniões [VIDEO], pois algumas pessoas apoiam sua ideias e concordam com os seus argumentos, entretanto, há também aqueles que não recebem tais comentários de forma positiva.

A jurista ressaltou que Dilma teve todo apoio do ex-Presidente da Câmara dos Deputados na época, Eduardo Cunha, que, segundo ela, limitava as denúncias contra Dilma. Janaína Pascoal disse que em todas as oportunidades que teve para se manifestar fez questão de frisar que as denúncias se tratavam também sobre o Petrolão e BNDS. Segundo a jurista, na época muitas pessoas não compreendiam o que ela estava falando e nem a gravidade da situação, mas afirmou que com o passar do tempo foram aparecendo mais informações sobre as denúncias referentes às fraudes no BNDS e consequentemente tudo foi ficando mais claro e fácil de entender.

Ela disse também que seu objetivo não era somente afastar a ex-presidente, mas que seu intuito sempre foi apurar os crimes e fraudes que existiam dentro do processo em curso, e prender os culpados, independente se fazia parte de algum partido político ou se fazia parte do Poder República.

Janaína Pascoal lamenta envolvimento de políticos em escândalos

Janaína pascoal também lamentou dizendo que depois que houve o impeachment de Dilma começou a aparecer muitas notícias que a deixou muito triste, como por exemplo, o envolvimento de diversos líderes políticos [VIDEO] em esquemas de corrupção. Ela disse que esses fatos também serviram para esclarecer que durante o processo de depuração nunca foi destinado somente para uma única pessoa, mas para todos. Ela ressaltou que o que a deixou mais abalada não foi só os crimes cometidos pelos políticos, mas se decepcionou ao ver que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apesar de ter reconhecido os graves crimes cometidos pela chapa ‘Dilma-Temer’ deixou de cassá-la por conta de argumentos que segundo ela são ‘inaceitáveis’.