José de Abreu é um dos nomes mais polêmicos do Partido dos Trabalhadores, o PT. O profissional da dramaturgia sempre defendeu a legenda com unhas e dentes e, mesmo sendo um ator da TV Globo, emprestou o seu rosto e credibilidade para tentar conseguir mais votos para Lula, Dilma e outros nomes que formaram a história política da legenda que surgiu no ABC Paulista. No entanto, nesta sexta-feira (29), José de Abreu "causou". O ator, que um dia já defendeu com toda a garra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, anunciou que estava dando o seu "adeus" ao partido de modo surpreendente.

José de Abreu revela que sairá do PT e agita o mundo político

O ator José de Abreu foi um dos poucos famosos que esteve ao lado do PT diante de muitos momentos difíceis.

Ele ficou ao lado de Lula e Dilma, por exemplo, quando os escândalos do Mensalão, que envolvia a Petrobras, e também o da Lava Jato apareceram. No entanto, uma forte revelação fez José de Abreu largar tudo para trás. Famoso por fazer o Nilo de 'Avenida Brasil', Abreu decidiu se posicionar contra o seu próprio partido, após um elo inesperado.

PT defende Aécio Neves e nem mais José de Abreu apoia decisão do partido

De acordo com informações do site 'RD1', em matéria publicada nesta sexta-feira, a decisão do ator da Rede Globo surgiu depois que a legenda se posicionou contra uma decisão envolvendo Aécio Neves. O senador tucano de Minas Gerais foi afastado do seu cargo temporariamente, mas a legenda que elegeu Lula e Dilma Rousseff não concordou nada com isso. Pelo contrário, a sigla demonstrou que não tinha interesse em delações que poderiam derrubar Aécio.

Os melhores vídeos do dia

PT apoia Aécio Neves e atitude faz José de Abreu anunciar o seu 'adeus'

O apoio do PT partiu depois que até o Supremo Tribunal Federal (STF) foi contra as decisões de Aécio e determinou que ele não saia à noite. Aécio é citado diversas vezes em delações e é um dos acusados da Lava Jato. Ele viu sua imagem política ser - literalmente - despedaçada. Agora o tucano corre até o risco de perder seu cargo como Senador, mas o PT é contra a isso. O PSDB, partido de Neves, sempre foi um adversário político do Partido dos Trabalhadores. Por isso, Abreu se mostrou extremamente descontente e anunciou até que estava saindo da legenda.

“Não concordo com a decisão do PT. Esse republicanismo levado ao paroxismo já nos brindou com o golpe. Lula prestes a ser condenado… desisto”, escreveu ele, que em seguida até escreveu o seu "bye bye".