A Procuradoria-Geral da República (PGR) tem uma nova chefe a partir desta segunda-feira (18). Raquel Dodge [VIDEO] assume o cargo de chefia do Ministério Público Federal após o fim do mandato de Rodrigo Janot. A cerimônia de posse da nova procuradora será realizada na manhã desta segunda. Um dos principais pontos de questionamento sobre o trabalho de Dodge é com o futuro da Lava Jato.

A agenda de trabalho de Raquel Dodge será quase que totalmente voltada para a Operação Lava Jato. No período da tarde, após as "festividades" da cerimônia de posse, a nova procuradora-geral irá continuar a transição entre sua equipe e a de Rodrigo Janot.

Segundo informação do O Globo, apenas dois procuradores que compunham a equipe de Janot continuarão com Dodge. Como a transição é muito grande e os novos integrantes só agora poderão ter acesso as informações e documentos sigilosos da Operação Lava Jato, ainda não há uma previsão de quando enfim o processo irá se encerrar.

Presenças "ilustres"

Estarão sentados à mesa com Raquel Dodge em sua posse Michel Temer [VIDEO], Rodrigo Maia e Eunício Oliveira. Curiosamente, todos os três são investigados. Vale ressaltar que a nova procuradora-geral foi uma escolha de Michel Temer.