Antonio Palocci Filho foi ex-ministro da Fazenda no governo de Lula em 2006, mas parece que qualquer ligação afetiva entre eles simplesmente não existe mais. Palocci está preso há quase um ano em decorrência da Operação Lava Jato liderada pelo juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba.

Mais uma vez diante de Sergio Moro, ex-ministro faz fortes acusações sobre Lula

Na semana passada, durante um interrogatório em Curitiba, Antonio Palocci [VIDEO] disse que seu antigo amigo recebia o que ele chamou de 'pacote de propina', que incluía o terreno onde foi fundado o Instituto Lula, o sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Também foram incluídas palestras com cachê de R$ 200 mil e mais R$ 300 milhões disponíveis para despesas pessoais do ex-presidente e para campanhas do Partido dos Trabalhadores.

Palocci diz que Emílio Odebrecht liberou R$ 300 milhões para 'despesas pessoais' do líder do PT

Ex-homem forte do PT relata que Emílio Odebrecht, ex-presidente da empresa Odebrecht, teria oferecido R$ 300 milhões em 2010 para Lula tratar do que ele chamou de 'despesas pessoais'. O ex-deputado do PT também afirmou que Dilma Roussef sabia e compactuava com todo este esquema feito por Lula e Emílio Odebrecht.

Ex-presidente teria recebido dinheiro vivo das mãos de Antonio Palocci

Em acordo de delação premiada, o médico falou para o juiz Sérgio Moro que teria entregado pessoalmente dinheiro vivo para o mandatário do PT em umas cinco ocasiões. A quantia varia entre R$ 40 mil e R$ 50 mil. Esta informação foi revelada pela revista "Veja". O depoimento vem em péssima hora para Luiz Inácio Lula da Silva, que já foi condenado a 9 anos e meio de prisão pelo caso do triplex no Guarujá.

Vale lembrar que embora condenado, o ex-presidente responde em liberdade.

Carreira do médico sempre foi ao lado de Lula desde o início da sua empreitada na política

Antonio Palocci Filho ficou notoriamente conhecido após ter ocupado o cargo de Ministro da Fazenda em 2006, cargo este escolhido pelo então presidente e mandatário do Partido dos Trabalhadores [VIDEO]. Palocci começou sua empreitada política como vereador em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, mas não chegou nem a terminar seu primeiro mandato, pois ganhou na eleição seguinte, desta vez para deputado estadual em 1990 e novamente precisou interromper seu mandato, desta vez para se tornar o prefeito em 1992. O político ainda seria reeleito mais uma vez para prefeito de Ribeirão Preto e foi deputado federal de São Paulo por dois mandatos consecutivos.