O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo acusado de ter recebido da empreiteira Odebrecht um apartamento que foi comprado por R$ 504 mil em 2010. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal) o apartamento teria sido comprado para Lula como pagamento de propina. Porém, a defesa do ex-presidente alega que ele não é proprietário do apartamento. A defesa do ex-presidente diz ter encontrado no baú de arquivos da família de Lula 26 recibos que poderiam comprovar os pagamentos referente ao aluguel do apartamento 121, do Edifício Hill House.

Publicidade
Publicidade

Porém, a Operação Lava Jato diz que se tratava de uma propriedade de Lula, porém, oculta. A PF (Polícia Federal) apreendeu um controle de contas mensais referente ao segundo semestre de 2011 que não registrava as despesas com os aluguéis do tal apartamento.

Lula é acusado de ter recebido o apartamento de R$ 504 mil em uma operação de lavagem de dinheiro operada pelo pecuarista José Costa Marques e pelo advogado Roberto Teixeira, ambos amigos do ex-presidente.

O laranja usado para que eles pudessem fazer a lavagem de dinheiro foi Glaucos de Costa Marques, primo de Bumlai.

Lula reside no ABC Paulista, em São Bernardo do Campo, no apartamento 122 do qual é proprietário. A compra do apartamento 121 faz parte do segundo processo criminal em que Lula é réu. Ele será julgado pelo juiz federal Sérgio Moro. Estima-se que a sentença desse processo seja dada antes do final deste ano. Vale lembrar que em junho Moro condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão no caso tríplex.

Publicidade

O que a defesa de Lula fez?

Na tentativa de provar para o juiz que Luiz é locatário do imóvel e não proprietário, a defesa entregou à justiça na semana passada o contrato feito entre Glaucos Costa Marques e Marisa Letícia (esposa de Lula que faleceu em fevereiro). O contrato entregue é datado em fevereiro de 2011 que já estava no processo e 26 recibos referente aos aluguéis pagos.

Ocultação

O Ministério Público Federal acredita que os recibos e contratos de locação apresentados por Luiz Inácio são falsos.

Os sigilos bancários de Marisa, Glaucos e Lula foram quebrados e eles não encontraram qualquer registro de pagamentos.

Os advogados de Lula travam uma verdadeira ‘guerra’ judicial e fazem grandes esforços para que assim possam provar a inocência do seu cliente.

Todo esse assunto tem causado um grande burburinho nas redes sociais. As opiniões divergem. Algumas pessoas acreditam que Lula é culpado de todas as acusações, enquanto outras acreditam que tudo isso é uma ‘perseguição’ política e dizem que ex-presidente é inocente.

Publicidade

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo