'Loucura, Loucura, Loucura!'. Luciano Huck pode ser candidato à presidência da República. Em um país tão louco como o Brasil, tudo é possível. No entanto, não é de hoje que se fala que o marido de Angélica, a nossa possível primeira-dama, possa entrar mesmo no mundo da política. No começo do ano, Huck chegou a negar que fosse entrar na corrida presidencial. No entanto, agora diversos veículos de comunicação falam de uma reunião que tenta convencer o contratado da Globo a se candidatar.

Contra Lula e Bolsonaro, Luciano Huck pode atrair votos na eleição de 2018

Segundo informações do jornal 'O Globo', na quinta-feira passada (21), o comandante do 'Caldeirão do Huck' teve um encontro com diversos nomes políticos.

Ele conversou com o ACM Neto, da Bahia e até com o Ministro da educação, Mendonça Filho. Antes dessa reunião, outras já haviam acontecido e mostra como o diálogo de Luciano com nomes famosos da política está acontecendo o tempo todo. [VIDEO]

Luciano Huck e Democratas negociam candidatura à presidência

O jornal 'O Globo' alega que nomes do Democratas veem em Luciano Huck o nome perfeito para disputar a eleição de 2018. O comunicador da Globo é visto como um verdadeiro bom samaritano. Em sua atração, ele defende os pobres e oprimidos, o que faz com que a imagem do pai de Joaquim, Eva e Benício seja positiva entre o eleitorado. Procurado pelo jornal 'O Globo', Huck confirmou a reunião, mas nega que o objetivo tenha sido uma discussão para ele se filiar ao Democratas.

De acordo com o site 'RD1 Audiência', outro nome que o DEM quer para concorrer pela legenda à Presidência é o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), que na última semana também se encontrou com os caciques da sigla.

Dória divide o partido por ser muito novo na política, o que faria ele receber ataques de suposta incapacidade de gerir um país do tamanho do Brasil.

TV Globo pesa contra Luciano Huck aceitar convite para tentar ser presidente

É claro que o principal motivo para Huck ainda não ter se candidatado à presidente - com tantos apelos - é o fato dele ser contratado da TV Globo. Uma disputa eleitoral o obrigaria a sair do ar por vários meses, o que também poderia ser terrível para os seus anunciantes. Ele teria que parar de aparecer em propagandas famosas, as quais é garoto propaganda.

Ganhando ou perdendo, o apresentador provavelmente ficaria fora do ar com o fim das eleições. Isso, é claro, se a Globo avaliasse que é bom para a grade tê-lo de volta.