Michel Temer [VIDEO] resolveu apelar após a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República [VIDEO] (PGR) em que é apontado como chefe de uma "organização criminosa" composta pela cúpula do PMDB. Temer convocou o ex-presidente da República, José Sarney, já mais experiente com denúncias e investigações, para uma reunião no Palácio do Jaburu neste último domingo (17), sua residência oficial, para discutir o cenário político atual.

Segundo informações da repórter da GloboNews e do G1, Andréia Sadi, José Sarney é um conselheiro fiel de Michel Temer desde quando o peemedebista assumiu a chefia do Executivo e passa constantemente por denúncias e suspeitas.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Michel Temer

A assessoria do Planalto confirmou o encontro entre Temer e Sarney, porém, disse que não passou de uma "visita de cortesia". Não é a primeira vez que eles se encontram. Sarney é um dos peemedebistas mais influentes e respeitados.

Enquanto Michel Temer comanda o que é conhecido como PMDB da Câmara, Sarney seria um dos cabeças do PMDB do Senado.

Temer e Sarney foram denunciados juntos num mesmo esquema investigado pela PGR. Além de ambos, três presidiários peemedebistas - Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves - e dois atuais ministros, Moreira Franco e Eliseu Padilha, também são citados no "quadrilhão" do PMDB.