O PSDB não sabe ainda quem será o seu candidato para 2018 e, internamente, já se fala em "fissuras", mas os dois principais postulantes seguem mantendo uma bola relação - pelo menos, em público. Nesta quinta-feira, João Doria, prefeito de São Paulo, voltou a fazer elogios e defender o governador Geraldo Alckmin.

Acontece que Alckmin passou por uma situação nunca desejada pelos políticas nesta quinta-feira. O governador veio a ser vaiado durante as comemorações do santuário de Aparecida (SP). No modo de ver de Doria, os que vaiaram "faltaram com o respeito" com o governador.

"Em um ambiente de igreja, de catedral, sinceramente eu não entendo e não acho nenhum pouco adequado vaiar quem quer que seja.

Acredito que faltaram com o respeito com o governador Geraldo Alckmin e com as demais autoridades que ali estavam", opinou Doria durante agenda que cumpre na Itália até o final de semana.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD) e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), que representavam o presidente Michel Temer no evento religioso, também foram vaiados assim que anunciados ao público. Além do Dia da Criança, o 12 de outubro representa o Dia da Padroeira do Brasil.